Vida no deserto ou Recordações de viagens pela Ásia e África

Descrição

Life in the Desert, or, Recollections of Travel in Asia and Africa (Vida no deserto ou Recordações de viagens pela Ásia e África) é uma tradução inglesa de uma obra chamada Les Mystères du Désert, publicada pela primeira vez na França em 1860. O suposto autor, Louis Du Couret (de 1812 a 1867), alegava ser filho de um coronel do exército francês. Ele viajou para o Oriente Médio em 1836, onde serviu como oficial militar sob o comando de Muḥammad ʻAlī (de 1769 a 1849), paxá e uale (governador) do Egito, e lutou na Batalha de Nezib na Síria em 1839. Du Couret se converteu ao Islã, adotou o nome ‘Abd al-Ḣamīd Bey, e realizou o hajj. Vida no deserto é o relato de uma viagem pela Península Arábica feita por Du Couret, com um ano de duração, de 1844 a 1845. A viagem começou em Ṣanʻā', Iêmen, onde Du Couret se juntou a uma grande caravana de comerciantes, e terminou em Ṣuḥār, Omã. O livro inclui descrições detalhadas das pessoas que encontrou, uma discussão sobre costumes e tradições árabes, e descrições de plantas e animais. No período em que o livro foi publicado suspeitou-se que Du Couret teria inventado alguns dos incidentes e encontros narrados, e alguns estudiosos, incluindo o professor Heinrich Kiepert, da Universidade de Berlim, questionaram a veracidade de seus escritos. Mas estudiosos modernos vão ainda mais longe, pois afirmam com veemência que Du Couret nunca existiu e que não passou de uma invenção do grande escritor francês Alexandre Dumas. Dumas publicou outro livro que pretendia ser atribuído a Du Couret, L’Arabie heureuse, souvenirs de voyages en Afrique et en Asie (Arábia Felix, memórias de viagens na África e na Ásia), que também parece ter sido uma farsa literária planejada.

Última Atualização: 29 de outubro de 2015