Mosteiro de Ganden

Descrição

Esta vista panorâmica do mosteiro de Gah-Idan (também encontrado como Gadan ou Ganden, em outras fontes) pertence a uma coleção de 50 fotografias do Tibete central, adquiridas em 1904 da Sociedade Geográfica Imperial Russa, em São Petersburgo, pela Sociedade Geográfica Americana. A montanha à direita é o Brog ri e aquela à esquerda é o Wan-kur-ri (nome também visto como Wangbur). O filósofo religioso e professor do budismo tibetano, Tson-kha-pa (também encontrado como Tsongkhapa, Tson-k'apa ou Tsongk'apa, em outras fontes) foi o fundador do mosteiro, assim como da seita lamaísta hoje dominante de Ge-lug-pa (também encontrado como Gelugpa) ou “a ordem virtuosa”. Tson-kha-pa está enterrado no templo à esquerda do templo principal de Tsug-lak'an, cuja entrada principal é acessada por dois lances de escadas. A casa onde Tson-kha-pa viveu e morreu está à direita de Tsug-lak'an. Em Tibete (1890), W.W. Rockhill escreve: “A circunferência deste mosteiro é de cerca de um quilômetro. Há vários templos bem-construídos, com ídolos muito semelhantes àqueles de Sera. Diz-se que se trata de um mosteiro muito rico, ocupado por cerca de 3000 clérigos. Os tibetanos dizem que a montanha de Kant-tan foi a residência de Tson-k'a-pa, um homem perfeitamente iluminado. Diz-se ainda que ele era Jeng-teng-ku Fo (o Buda Dipankara). Dentro há um salão dos clássicos, com imagens de deuses, rolos pendentes de seda e maravilhosos dosséis; ele é muito grandioso, quase tanto quanto [os templos de] Jok'ang e Ramoch'e. Um lama K'an-po, que expõe e discursa sobre a doutrina amarela, reside aqui”. As fotografias desta coleção foram tiradas por dois lamas budistas mongóis, G.Ts. Tsybikov e Ovshe (O.M.) Norzunov, que visitaram o Tibete em 1900 e 1901. Acompanham as fotos um conjunto de notas escritas em russo para a Sociedade Geográfica Imperial Russa, de Tsybikov, Norzunov e outros mongóis familiarizados com o Tibete central. Alexander Grigoriev, membro correspondente da Sociedade Geográfica Americana, traduziu as notas do russo para o inglês em abril de 1904.

Última Atualização: 22 de março de 2016