Obo

Descrição

Esta imagem de um obo pertence a uma coleção de 50 fotografias do Tibete central, adquiridas em 1904 da Sociedade Geográfica Imperial Russa, em São Petersburgo, pela Sociedade Geográfica Americana. De acordo com W.W. Rockhill, em A terra dos lamas (1891): “Obo é uma palavra tibetana mongolizada, do bong, ‘pilha de pedras’ ou do bum, ‘dez miríades de pedras’. Elas são encontradas em toda a Mongólia e Tibete. Em muitos países, os pastores instalam algumas pequenas, como guias para conduzir seus rebanhos até a água ou até o campo”. O fotógrafo, Ovshe (O.M.) Norzunov, observa que este obo media cerca de seis metros de altura, e que estava localizado na estrada entre Lhasa e o mosteiro de Drepung (também encontrado como De-Pung, De-p'ung, Debang, Drabung, Dabung, Brebung ou Brasbung, em outras fontes), estando mais próximo de Drepung do que de Lhasa. As fotografias desta coleção foram tiradas por dois lamas budistas mongóis, G.Ts. Tsybikov e O.M. Norzunov, que visitaram o Tibete em 1900 e 1901. Acompanham as fotos um conjunto de notas escritas em russo para a Sociedade Geográfica Imperial Russa, de Tsybikov, Norzunov e outros mongóis familiarizados com o Tibete central. Alexander Grigoriev, membro correspondente da Sociedade Geográfica Americana, traduziu as notas do russo para o inglês em abril de 1904.

Data de Criação

Data do Assunto

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 fotografia; 5,5 x 8,5 polegadas

Referências

  1. W.W. Rockhill, The Land of Lamas (New York: Century, 1891).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 22 de março de 2016