Mosteiro de Samye

Descrição

Esta imagem do mosteiro de Samye (também encontrado como Sam-ye ou Sam-yai, em outras fontes), visto ao sul, pertence a uma coleção de 50 fotografias do Tibete central, adquiridas em 1904 da Sociedade Geográfica Imperial Russa, em São Petersburgo, pela Sociedade Geográfica Americana. G.Ts. Tsybikov escreveu, em seu artigo “Jornada a Lhasa”, de 1904: “O mosteiro de Sam-yai está à margem esquerda do Brahmaputra, 108 quilômetros a sudeste de Lhasa. Ele é o mais antigo do Tibete, tendo sido fundado no século IX. Seu sume (templo) de cinco andares, em estilo tanto tibetano quanto indiano, é sua principal atração”. As fotografias desta coleção foram tiradas por dois lamas budistas mongóis, G.Ts. Tsybikov e Ovshe (O.M.) Norzunov, que visitaram o Tibete em 1900 e 1901. Acompanham as fotos um conjunto de notas escritas em russo para a Sociedade Geográfica Imperial Russa, de Tsybikov, Norzunov e outros mongóis familiarizados com o Tibete central. Alexander Grigoriev, membro correspondente da Sociedade Geográfica Americana, traduziu as notas do russo para o inglês em abril de 1904.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

Samye Monastery

Tipo de Item

Descrição Física

1 fotografia; 5,5 x 8,5 polegadas

Referências

  1. G.G. Tsybikoff [G.Ts. Tsybikov], “Journey to Lhasa” in The Geographical Journal, vol. 23, no. 1 (1904).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 22 de março de 2016