O incêndio no castelo real, em Estocolmo, 1697

Descrição

Esta gravura mostra o incêndio de 1697 que destruiu o Tre Kronor, o castelo real dos séculos XVI e XVII que antes abrigava os monarcas reinantes da Suécia. À medida que a Suécia cresceu e se tornou uma grande potência, a dicotomia entre sua riqueza, poder e vínculos com a Europa e a espartana estrutura nórdica de madeira que abrigava seus regentes se tornou cada vez mais aparente. A situação nunca foi tão evidente quanto sob o reinado da Rainha Cristina (de 1632 a 1654), que acompanhou os desenvolvimentos do continente e obteve sucesso em anexar intelectualmente a Suécia a uma comunidade erudita internacional. Os estudiosos que visitavam sua residência, dentre os quais o filósofo francês René Descartes (1596 a 1650), consideravam as acomodações geladas e pouco convidativas. O incêndio em 1697 destruiu não apenas sua estrutura e suas coleções, mas uma realidade cultural e uma visão de mundo. O velho castelo de madeira foi substituído por uma construção moderna de pedras e tijolos, concebida pelo arquiteto sueco Nicodemus Tessin, o Jovem (1654 a 1728). A nova estrutura sinalizou um novo direcionamento para o futuro. A Suécia dirigiu cada vez mais sua atenção para as dinâmicas culturais e políticas da França, dando as costas para os territórios alemães do início da era moderna, nos quais antes havia se moldado.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Einäscherung des königlichen schwedischen Schlosses in Stockholm

Tipo de Item

Descrição Física

1 gravura; 17 x 14 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 19 de setembro de 2013