Discurso de Sua Majestade Haile Selassie I, imperador da Etiópia, na Assembleia da Liga das Nações, na sessão de junho e julho de 1936

Descrição

No início da década de 1930, o ditador italiano Benito Mussolini estava determinado a expandir o império africano da Itália anexando a Etiópia. Em dezembro de 1934, um conflito, provocado pelos italianos, ocorreu entre as forças armadas italianas e etíopes em Walwal, no lado etíope da fronteira da Somalilândia italiana. Mussolini declarou o incidente “um ato de auto-defesa” e, dessa forma, não sujeito à arbitragem sob acordos internacionais. A Itália exigia compensação e reconhecimento formal da região como território italiano. Quando o Imperador Haile Selassie recusou-se a aceitar essas exigências, a Itália começou a mobilizar suas forças. Como membro da Liga das Nações, a Etiópia levou o caso ao Conselho, mas Mussolini ignorou todas as propostas da Liga para resolver a crise. No dia 3 de outubro de 1935, forças italianas invadiram a Etiópia a partir da Eritreia e da Somalilândia italiana. A capital Addis Ababa sucumbiu em maio de 1936. O Imperador Haile Selassie, que estava em Genebra naquele momento, solicitou ajuda na Assembleia, sem sucesso; a Liga se recusou a agir e a maior parte dos países membros reconheceram a conquista italiana. Apresenta-se aqui o texto do discurso inflamado do imperador para a Assembleia, que foi proferido em 30 de junho de 1936. Ele falou em amárico; o texto encontra-se no lado esquerdo das páginas. A tradução francesa está à direita. Este texto pertence aos arquivos da Liga, que foram transferidos para as Nações Unidas em 1946, e estão armazenados no gabinete da ONU, em Genebra. Eles foram anexados ao registro da Memória do Mundo da UNESCO em 2010.

Última Atualização: 14 de novembro de 2017