Certificado dado pelos prisioneiros de Cabul a Babu Khan em 1842

Descrição

Esta fotografia de um certificado dado pelos prisioneiros mantidos em Cabul pertence a um álbum de fotografias históricas raras que retrata pessoas e lugares associados à Segunda Guerra Anglo-Afegã. O certificado, relatando um importante episódio da Primeira Guerra Anglo-Afegã (1839 a 1842), aparentemente permaneceu sob a posse de um afegão desconhecido por 40 anos até que fosse reproduzido por um fotógrafo britânico durante a Segunda Guerra Anglo-Afegã. No documento, os prisioneiros atestam a bondade demonstrada por Babu Khan, que provavelmente era um líder pachtun tribal, durante o período de sua detenção em Cabul. A assinatura ao topo, do lado esquerdo, parece ser a do Major-General William George Keith Elphinstone (1782 a 1842), o comandante da força britânica invasora. Junto de outros oficiais britânicos, acompanhados de suas esposas e filhos, Elphinstone foi mantido prisioneiro após a insurreição de Cabul em novembro de 1842. Após o término das negociações com Akbar Khan, filho de Dost Mohammed, o exército de Elphinstone recebeu autorização para retornar em segurança para a Índia. A despeito da garantia de uma passagem segura, a força britânica foi atacada e aniquilada por membros de tribos durante seu regresso de Cabul. Apenas um sobrevivente britânico chegou até Jalalabad. A Segunda Guerra Anglo-Afegã começou em novembro de 1878, quando a Grã-Bretanha, temendo o que era visto como uma crescente influência russa sobre o Afeganistão, invadiu o país pela Índia Britânica. A primeira fase da guerra terminou em maio de 1879, com o Tratado de Gandamak, que permitiu aos afegãos manterem a soberania interna, porém forçando-os a ceder aos britânicos o controle sobre sua política externa. Os confrontos recomeçaram em setembro de 1879, após uma rebelião antibritânica em Cabul, terminando finalmente em setembro de 1880 com a decisiva Batalha de Kandahar. O álbum inclui retratos de líderes britânicos e afegãos, de militares e de cidadãos afegãos comuns; além de imagens de acampamentos militares britânicos, atividades, estruturas, paisagens, cidades e vilas. Todos os locais fotografados se encontram dentro das fronteiras dos atuais Afeganistão ou Paquistão (que era parte da Índia britânica, naquela época). Cerca de um terço das fotografias foi tirado por John Burke (entre 1843 e 1900, aproximadamente); um outro terço, por Sir Benjamin Simpson (1831 a 1923) e o restante por vários outros fotógrafos. Algumas das fotografias não indicam o nome do fotógrafo. O álbum possivelmente foi compilado por algum membro do governo da Índia britânica, mas isso não foi confirmado. Não se sabe como ele chegou até a Biblioteca do Congresso.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Certificate given by Cabul Prisioners in 1842 to Babu Khan

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotográfica em um álbum: albúmen

Referências

  1. “Anglo-Afghan Wars: First Anglo-Afghan War (1838–42),” Encyclopædia Iranica, http://www.iranicaonline.org/articles/anglo-afghan-wars.
  2. H.M. Stephens, “Elphinstone, William George Keith (1782–1842),” Oxford Dictionary of National Biography (Oxford: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016