A história da caixa de jade, com comentários críticos de Li Zhuowu

Descrição

Essa obra é de Mei Dingzuo (1549 a 1615), que a escreveu com base em uma obra romântica da dinastia Tang intitulada Liu shi zhuan (A história sobre a mulher Liu), de Xu Yaozuo, e em outra obra, Ben shi shi (Histórias em verso), de Meng Qi. Mei tinha um círculo amplo de amigos literatos, dentre os quais se incluem os estudiosos de literatura Wang Shizhen e Wang Daokun, bem como o dramaturgo Tang Xianzu. Após ser reprovado várias vezes nos exames civis, Mei se dedicou a escrever poesia, romances e dramas, e acabou se tornando um autor prolífico. Dentre suas obras mais conhecidas, estão Kunlun nu (O escravo de Kunlun), Yu he ji (A história da caixa de jade) e Chang ming lü ji (A história dos fios de longevidade). Yu he ji, com 40 cenas, ocorre durante a rebelião de An Lushan, um general chinês de ascendência iraniana e turca que se proclamou imperador entre 755 e 763 e estabeleceu a dinastia Yan, rival dos Tang, o que causou muitos distúrbios e conflitos. A peça é uma história de amor que envolve Han Hong e Zhangtai Liu e aborda sua separação e reunião. Zhangtai é o nome de um lugar em Chang’an, a capital, onde cortesãs cantoras se encontravam. Han Hong, que tinha acabado de receber seu grau de jin shi, e a cortesã Liu se apaixonam. Ele a presenteia com uma caixa de jade como símbolo de seu amor. Durante a rebelião de An Lushan, o herói segue Hou Xiyi, o comissário militar, rumo à batalha contra os rebeldes, enquanto a bela heroína tenta escapar da guerra entrando em um templo budista. Ela é sequestrada pelo general tibetano Shazhali. Após a paz ser restaurada, Han Hong retorna e, com a ajuda do general Xu Jun, resgata Liu, casando-se com ela finalmente. Uma das cenas representa Han Hong testando o coração de Liu, que simboliza a mulher virtuosa da China antiga que está determinada a permanece casta. Essa obra foi impressa em Rongyutang, uma oficina pertencente à família Huang em Wulin, Hangzhou, durante o período Wanli (1573 a 1620). Os comentários e a pontuação são de Li Zhi (1527 a 1602), cujo nome de tratamento é Zhuowu, um filósofo, historiador e escritor proeminente do final do período Ming. As ilustrações em xilogravura são obras dos famosos gravuristas de Huizhou da família Huang.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Rongyutang, Hulin, Hangzhou, China

Idioma

Título no Idioma Original

李卓吾先生批評玉合記

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

2 juan, 4 volumes: ilustrações; 22,3 x 13,7 centímetros

Observações

  • Apenas 20 ilustrações estão incluídas na apresentação da Biblioteca Digital Mundial.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 24 de maio de 2017