Dez erros de identificação ou charadas do festival da lanterna de primavera, uma nova edição do Yonghuaitang

Descrição

Ruan Dacheng (entre 1587 e 1646, aproximadamente) foi um célebre poeta e dramaturgo do final do período Ming de uma família influente de Huaining, na província de Anhui, e também um político corrupto de má reputação. Ele recebeu seu grau de jin shi em 1616. Enquanto ocupava seu cargo, aliou-se a Wei Zhongxian (1568 a 1627), um eunuco poderoso, e foi demitido quando o eunuco caiu em desgraça. Retirou-se para sua cidade natal e, mais tarde, para Nanquim, começando a escrever poesia e peças de teatro. Em 1644, juntou-se à corte do regime dos Ming do Sul (1644 a 1662), fiel aos Ming, e atingiu o posto de presidente do Conselho de Guerra e grão-guardião do alegado herdeiro do trono, por meio do qual usou seu poder para se vingar de seus inimigos. Após se render aos manchus, foi morto a caminho de Fujian com o exército Qing. Como dramaturgo, Ruan Dacheng seguia a escola de Tang Xianzu (1550 a 1616), autor de Mu dan ting (O pavilhão da peônia) e usou o estilo predominante chuan qi, ou estilo sulista. Apresenta-se aqui uma edição do início dos Qing de uma das peças de Ruan Dacheng, em dois volumes, com ilustrações que ocupam páginas duplas. As 14 ilustrações representam vistas panorâmicas, cenas de rua do festival das lanternas no Templo de Huangling e figuras humanas. Ao lado de cada imagem, está escrito o nome de uma peça musical. A história é cheia de reviravoltas, tramas secundárias e personagens menores. O herói Yu Wenyan e seus pais viajam para o posto de seu pai de barco. Yu desembarca para ver as comemorações do festival no Templo de Huangling. Enquanto isso, a heroína, Wei Yingniang, viaja com seu pai e visita o mesmo evento disfarçada. Tanto o herói quanto a heroína ganham prêmios na competição de charadas e são convidados pelo acólita do templo a beber vinho, momento em que eles compõem poemas referentes um ao outro. Voltando da comemoração, eles embarcam nos barcos errados. A mãe do herói aceita e adota a heroína como sua filha. Porém, o pai da heroína envia o herói para a prisão após encontrar os poemas de sua filha sobre ele. O juiz, no entanto, é o próprio irmão do herói, que adota outro nome por conta de um erro burocrático. O herói também usa um pseudônimo para não causar desonra à família. O juiz declara sua inocência e o liberta. No final, o herói realiza o exame imperial e obtém o grau mais alto. Quando o juiz casa com a irmã da heroína, ele também consegue fazer com que o herói case com sua irmã adotiva, ou seja, a heroína. Na noite do casamento, toda a verdade é revelada com alegria, e a peça termina com uma grande reunião.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

詠怀堂新编十错认春灯谜记

Tipo de Item

Descrição Física

2 juan, 2 volumes: ilustrações;  20 x 13,9 centímetros

Observações

  • A Biblioteca Digital Mundial exibe apenas oito ilustrações.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 24 de maio de 2017