O Livro das Sextas-feiras

Descrição

O primeiro livro impresso em armênio foi o Urbathagirq (O Livro das Sextas-feiras), publicado em Veneza no ano de 1512 por Hakob Meghapart (Jacó, o Pecador). Pouco se sabe sobre Hakob Meghapart ou sobre os motivos que o levaram a se apresentar como “o Pecador” (ou “o Pecaminoso”). Naquela época, a Armênia estava sob o domínio dos turco-otomanos, e a comunidade da diáspora desempenhou um papel central na preservação da língua e da tradição literária armênias. Escrito em Grabar (armênio clássico), o livro consiste principalmente de orações e tratamentos para doentes, acompanhados de longas citações do Narek, a coleção de poemas místicos de São Grigor Narekats'i (Gregório de Narek, 951-1003). Esta cópia, da Biblioteca Nacional da Armênia, está encadernada junto com o Parzatumar (calendário litúrgico armênio), outro livro publicado em 1512-1513 por Hakob Meghapart. Ela contém quatro gravuras. As páginas têm títulos e cada uma contém uma borda decorativa. Ao final do texto, encontra-se o símbolo em forma de cruz do impressor com as letras latinas D.I.Z.A. A impressão está no estilo manuscrito bologir (letras arredondadas); letras maiúsculas também são usadas. A fonte está em duas cores, preto e vermelho. O início do livro e algumas seções estão impressos em vermelho.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Editora de Hakob Meghapart, Veneza

Título no Idioma Original

ՈՒՐԲԱԹԱԳԻՐՔ

Tipo de Item

Descrição Física

62 folhas (124 páginas não numeradas); 16 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de maio de 2013