Escadas da profecia

Descrição

Este manuscrito do século XVI em turco otomano procura fornecer uma visão geral enciclopédica da vida, períodos e características únicas do profeta Maomé. O livro inclui 720 páginas de texto que contam histórias dos primeiros profetas mencionados no Alcorão e na tradição muçulmana, informações sobre os contemporâneos de Maomé e listas dos marcos relacionados a pessoas, eventos e palavras. O autor faz uso frequente de hadiths de al-Bukhari, Abu Da'ud e al-Tirmidhi. Ele cita os ensinamentos de mestres sufis, como Hasan al-Basri (falecido em 728), o asceta radical Shaykh Abu Bakr al-Shibli (falecido em 946) e Abu al-Hassan al-Kharaqani (falecido em 1033). A obra se destina à instrução e reflexão e usa citações curtas, fáceis de memorizar. Seu método geral é apresentar um hadith em árabe e depois fornecer a tradução e comentários em turco. As citações em árabe do Alcorão ou os hadiths são muitas vezes marcadas em vermelho, assim como nomes pessoais e pontos significativos. Os comentários extensos referem-se às histórias de personalidades conhecidas da Bíblia e de pessoas e eventos da vida de Maomé. O manuscrito mostra uma reverência mística ou sufi à declaração de fé muçulmana e ao nome e à pessoa de Maomé. O texto está cheio de histórias bíblicas relacionadas com a Criação e eventos históricos anteriores ao advento do Islã, conforme sua relação específica com Maomé. Há palavras-chave e um breve colofão que atribui o nome Abd Allah ibn Ahmad ao escriba. A inscrição de propriedade parcialmente legível na folha de rosto inclui o ano de 1171 AH (1757 a 1758). A autoria é incerta; os nomes que foram postulados incluem Abd al-Haqq Dihlavi (1551 a 1642), autor de uma obra inédita com um título semelhante e Mu'in al-Din Farahi (falecido em 1501 ou 1502). O texto está em uma cuidadosa caligrafia naskh. O manuscrito está encadernado em couro vermelho com medalhões estampados em baixo relevo e capa protetora tradicional.

Última Atualização: 2 de fevereiro de 2016