Livro da tributação

Descrição

Kitāb al-kharāj (Livro da tributação) é um texto clássico sobre a fiqh (Jurisprudência islâmica), escrito por Abū Yusūf Yaʿqūb Ibrāhīm al-Anṣārī al-Kūfī (falecido em 798; 182 A.H.), a pedido do califa abássida Hārūn al-Rashīd (de 763 ou 766 a 809). Abū Yusuf foi o estudante mais famoso de Abū Ḥanīfa e, junto com seu ilustre professor, é considerado um dos fundadores da escola de direito hanafi. Na introdução do livro, Abū Yusūf descreve como o califa lhe pediu para escrever uma obra tratando da coleta do al-kharāj (imposto cobrado de não muçulmanos), do al-ʿushūr (dízimo pago pelos muçulmanos), da al-ṣadaqāt (esmola), e assuntos relacionados que exigem atenção e ação. A intenção expressa de Hārūn al-Rashīd era usar a obra para tratar da opressão sofrida por seus súditos e melhorar o bem-estar econômico destes. A obra inclui títulos de capítulos como “Descrição da terra [sujeita ao] dízimo e ao al-kharaj, e de árabes e não árabes, idólatras, o povo do livro [ou seja, cristãos e judeus] e outros”. Ela também contém boa quantidade de informações históricas e geográficas sobre os primeiros séculos do Islã, encontradas, por exemplo, no relato da conquista de terras bizantinas e sassânidas contado no capítulo faṣl fī arḍ al-shām wa al-jazīra (Capítulo sobre as terras da Síria e da Mesopotâmia). Esta cópia do manuscrito de Kitāb al-kharāj foi concluída em Damasco, quase no final de Rajab de 1144 A.H. (janeiro de 1732). O índice, que parece ter sido espalhado e anexado novamente ao livro com os fólios fora de sequência, foi aparentemente escrito cerca de um século mais tarde, em 16 de Dhu al-Hijjah de 1245 A.H. (junho de 1830), em Sarajevo (na atual Bósnia e Herzegovina). Em tempos modernos, essa obra foi reimpressa em várias edições e traduzida do árabe original para inglês, russo e francês.

Última Atualização: 3 de abril de 2015