A pérola perfeita das maravilhas e a preciosa pérola das coisas extraordinárias

Descrição

Kharīdat al-ʻajā’ib wa farīdat al-gharā’ib (A pérola perfeita das maravilhas e a preciosa pérola das coisas extraordinárias) por Sirāj al-Dīn Abū Ḥafṣ ʿUmar Ibn al-Wardī (falecido em 1457) é uma compilação de textos sobre geografia, história natural e outros assuntos. Os textos geográficos constituem a maior parte da obra. Eles listam e descrevem lugares diferentes, com destaque para o Oriente Médio e Norte da África, apesar de também haver seções sobre a China e a Europa. As informações geográficas apresentadas variam muito em qualidade, mesmo para as regiões fundamentais à obra. O autor afirma, por exemplo, que “a Abissínia e suas terras ficam de frente para a terra de Ḥijāz, com um mar entre elas. A maioria [do seu povo] é cristã e a terra é extensa, indo do leste ao sul da Núbia. E eles [os abissínios] são os que conquistaram o Iêmen antes do Islã, na época dos Khosroes [os governantes sassânidas da Pérsia]”. O relato de Arḍ al-Furs (Pérsia) apresenta bem menos detalhes. Ele afirma que a Pérsia é composta por cinco províncias: “A primeira é Arjān, a menor das cinco e chamada de a província de Shāhpūr; a segunda, Iṣṭakhr, e aquela anexada a ela; a terceira é a província de Shāhpūr, a Segunda; a quarta é Shadhrawān, com sua base em Shiraz, e a quinta é a província de Susa.” A seção sobre geografia é seguida por uma seção bem menor sobre história natural, na qual o autor apresenta propriedades de rochas, pedras preciosas, plantas, frutas, sementes e animais. Em seguida aparecem curtos relatos anedóticos sobre vários outros assuntos, citados de, e atribuídos a obras de outros autores. O livro conclui com um qaṣīdah (uma ode elegíaca) sobre o Dia do Julgamento. O manuscrito contém dois mapas, um do Caaba, em Meca, e outro um mapa circular do mundo. Perto do centro do mapa do mundo – adornado por semicírculos da lendária cadeia de montanhas qāf – estão Meca e Medina. Cidades notáveis ​​no mapa incluem Constantinopla (marcada por uma lua crescente vermelha) e Bagdá (indicada por círculos concêntricos, supostamente aludindo aos muros circulares do califa al-Manṣūr). As mesmas faltas de exatidão que ocorrem no texto também aparecem no mapa do mundo, como por exemplo, a posição de Ghazni nas margens do mar de Aral. O que parece ter sido o colofão foi arrancado, mas a data 27 de Jumādā al-ākhira de 1041 A.H. (janeiro de 1632) permanece visível.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

خریدة العجائب و فریدة الغرائب

Tipo de Item

Descrição Física

96 folhas (25 linhas): encadernado; papel, 20 x 14,5 centímetros

Referências

  1. "Ibn al-Wardī," in Encyclopaedia of Islam, edited by P. Bearman, Th. Bianquis, C.E. Bosworth, E. van Donzel, and W.P. Heinrichs (Leiden: Brill, 1955–2005). Brill Online. http://referenceworks.brillonline.com/entries/encyclopaedia-of-islam-2/ibn-al-wardi-SIM_3406.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de abril de 2015