Fabrica, ou dicionário de árabe vernacular e de língua italiana

Descrição

Dominicus Germanus de Silesia (1588 a 1670) foi um padre e missionário alemão. Nascido em Schurgast (atual Skorogoszcz, Polônia), ele entrou para a Ordem Franciscana em 1624 e se dedicou ao aprendizado do árabe, do persa e do turco. Em 1630 ele para a Palestina como pastor, onde continuou com seus estudos linguísticos. Em 1635, voltou a Roma, onde se juntou à Sacra Congregatio de Propaganda de Fide (Sagrada Congregação pela Propagação da Fé). Em 1636 ele se tornou professor na Missão de San Pietro in Montorio, Roma, e publicou sua gramática do árabe e do italiano, Fabrica overo dittionario della lingua volgare arabica, et italiana (Fabrica, ou dicionário de árabe vernacular e língua italiana). Mostra-se aqui a rara primeira edição de sua Fabrica, impressa pela imprensa da Propaganda de Fide. Dominicus também foi editor do famoso dicionário árabe-latim impresso pela mesma imprensa em 1639, e autor da polêmica obra Antitheses Fidei, publicada em 1638. Em 1645 ele foi enviado à Pérsia em uma missão política pelo Rei Vladislau IV, da Polônia. Embora seu destino fosse a Samarcanda, ele parece não ter ido além de Isfahan, onde permaneceu estudando persa e turco antes de voltar a Roma em 1651. Em 1652 ele foi à Espanha, servir a corte de Felipe IV como professor e tradutor. Várias de suas traduções sobrevivem no Palácio do Escorial. Em Madri, ele completou sua tradução da Bíblia ao árabe, que o Vaticano publicou em 1671. Aparentemente, sua tradução do Corão ainda se encontrava incompleta quando de sua morte, em 1670, em Madri.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Congregatio de Propaganda Fide, Roma

Título no Idioma Original

Fabrica overo dittionario della lingua volgare arabica, et italiana

Lugar

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

112 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 2 de fevereiro de 2016