Tratado de Al-Qabīṣī’s sobre os princípios da astronomia imparcial

Descrição

ʻAbd al-ʻAzīz Ibn ʻUthmān foi um famoso astrólogo, que se acredita, com base em um comentário no Fihrist, ter sido contemporâneo de Muḥammad ibn Isḥāq Ibn al-Nadīm (ativo em 987). Ele provavelmente nasceu em al-Qabīṣ, que é um nome compartilhado por dois locais no Iraque: um deles próximo a Mawṣil; o outro, de Sāmarra Ele pode ter tido ascendência persa. O principal trabalho ainda existente de Al-Qabīṣī’s é al-Madkhal ilā ṣinā‘at aḥkām al-nujūm (Introdução à arte do [conhecimento do] julgamento das estrelas), dedicada a Sayf al-Dawla, o líder Hamdanida de Alepo de 944–945 a 966–967. Esta obra foi traduzida para o latim por Joannes Hispalensis, em 1144; uma tradução francesa (presumivelmente a partir do latim) foi feita por Pèlerin de Prusse em 1362. Três curtos tratados de al-Qabīṣī também sobreviveram em uma única cópia manuscrita em Istambul, Aya Sofya MS 4832: Risāla fī anwāʿ al-aʿdād wa ṭarāʾif min al-aʿmāl mimmā jamaʿahū min mutaqaddimī ahl al-ʿilm bi hādhihi al-ṣināʾa  (Tratado sobre os tipos de números e novas operações compiladas a partir dos primeiros praticantes desta arte); o tratado astronômico Risāla fi ’l-abʿād wa ’l-ajrām (Tratado sobre os corpos e as distâncias); e Mā sharaḥahū min kitāb al-fuṣūl li ’l-Farghānī (Uma exposição do Livro das estações de Farghānī). Os dois primeiros tratados são dedicados ao patrono de al-Qabīṣī, Sayf al-Dawla. O título latino deste trabalho sugere que ele é um comentário sobre o al-Madkhal ilā ṣinā‘at aḥkām al-nujūm ou talvez sobre a obra perdida Kitāb fī ithbāt sināʿat aḥkām al-nujūm (O livro sobre a prova do julgamento das estrelas). O autor é John Danko da Saxônia (ativo entre 1327 e 1355), astrônomo da Universidade de Paris. Anexado ao final está um curto capítulo a respeito dos efeitos astrológicos sobre doenças e saúde, de Petrus Turrellus (Pedro de Turre). A obra foi impressa em Lyon entre 1519 e 1523.

Última Atualização: 17 de junho de 2014