Elementos de Cronologia e Astronomia de Muḥammad al-Farghānī

Descrição

Esta obra é uma tradução do influente e famoso Kitāb jawāmiʿ ʿilm al-nujūm wa uṣūl al-ḥarakāt al-samāwīya (Livro das generalidades da astronomia e bases dos movimentos celestes) de al-Farghānī para o latim. Aḥmad ibn Moḥammad ibn Kathīr al-Farghānī foi um astrônomo que prosperou nas cortes dos primeiros califas abássidas. Ele parece ter sido ativo na corte de al-Ma’mun. Se for a mesma pessoa que, segundo se afirma, recebeu de al-Mutawakkil a incumbência de construir o Nilômetro no Cairo, então esteve em atividade desde as décadas iniciais do século IX até sua morte em 861 (abrangendo os reinados de al-Ma’mun, al-Muʿtaṣim, al-Wāthiq e al-Mutawakkil). Al-Farghānī, o nome pelo qual o astrônomo tornou-se conhecido na corte abássida e que foi latinizado para Alfragano, indica o vale de Ferghana (atualmente no Uzbequistão) como seu local de nascimento, durante o domínio cultural persa ou perso-turco da Ásia Central. A mesma obra de al-Farghānī possui diversos títulos em árabe, incluindo Kitāb fī uṣūl ‘ilm al-nujūm (Livro das generalidades da astronomia e bases dos movimentos celestes) e Kitāb al-hay’a fī fuṣūl al-thalāthīn (Livro sobre a configuração [das esferas celestes] em trinta capítulos). A obra foi traduzida para o latim inicialmente por Johannes Hispalensis (Juan de Sevilha, que prosperou em meados do século XII) e Gherardo da Cremona (em torno de 1114–1187). Também foi traduzida para o hebraico por Jacob Anatoli (1194–1256). A edição aqui apresentada é a tradução de Jacob Christmann (1554–1613) para o latim, publicada em 1590 em Frankfurt, a partir da tradução de Anatoli para o hebraico. Christmann inclui um longo comentário sobre os calendários egípcio, romano e persa, que provavelmente foi derivada da tradução de Anatoli. Christmann também acrescenta um apêndice sobre a obra de al-Farghānī, e ao concluí-lo menciona suas dificuldades em editar al-Farghānī sem a presença de cópias adequadas da obra em árabe, lamentando sobre as obscuridades que permaneceram em sua tradução. Invocando a ajuda necessária de impressores da Itália e Espanha, ele visualiza um momento em que uma cópia oficial da obra de al-Farghānī estaria disponível. Este lamento de um humanista do Renascimento, em 1590, sobre a dificuldade de imprimir uma obra científica anterior à sua era em mais de sete séculos, é um detalhe esclarecedor que destaca a influência dos textos científicos produzidos nas terras islâmicas sobre a Europa renascentista. Christmann dedica sua tradução ao príncipe alemão Johann Casimir, Conde Palatino do Reno (1543–1592).

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Jean Aubry e Claude de Marne, Frankfurt

Idioma

Título no Idioma Original

Muhamedis Alfragani Arabis Chronologica et astronomica elementa

Tipo de Item

Descrição Física

584 páginas : ilustrações

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de maio de 2015