A Divina Comédia

Descrição

Esse célebre manuscrito da Comédia de Dante Alighieri (1265–1321), que contém o texto completo do Inferno, do Purgatorio, e do Paradiso, foi copiado por Giovanni Boccaccio (1313–1375) e é um dos manuscritos mais esplêndidos da coleção da Biblioteca Riccardiana. Boccaccio ilustrou o manuscrito com cinco desenhos à tinta na margem inferior de uma série de folhas em Inferno. Essas imagens foram autenticadas em 1992 pela notável estudiosa florentina, Maria Grazia Ciardi Duprè dal Poggetto. O desenho mais completo descreve uma conversa entre Dante e Virgílio, em uma paisagem de árvores e montanhas com um leão, um leopardo e um lobo, sugerindo o tema do "reino pacífico". De acordo com Ciardi Duprè, as imagens são consistentes com outras conhecidas de Boccaccio. O texto também inclui uma breve introdução para cada uma das três partes do poema. No século XV, o manuscrito pertencia a Bartolomeo di Benedetto Fortini (1402–1470), cidadão próspero de Florença, e uma inscrição de propriedade escrita por Bartolomeo aparece no folha final do manuscrito. Mais conhecido por Il Decameron (O Decamerão), sua obra-prima de ficção, Boccaccio foi um intérprete pioneiro e importante de Dante. Em 1373, ele ministrou uma série de palestras sobre o poeta, que resultou em um importante comentário, Esposizioni sopra la Commedia di Dante. Boccaccio foi quem associou pela primeira vez o epíteto "divina" ao poema de Dante, que o havia nomeado simplesmente de Comedia.

Última Atualização: 11 de maio de 2015