Visão ocidental de Madrid

Descrição

Charles Clifford (de 1819 a 1863) foi um dos mais importantes fotógrafos que trabalhou na Espanha no século XIX e uma figura crucial na história da fotografia no país. Clifford nasceu no Reino Unido. Não se sabe exatamente quando ele foi à Espanha, mas foi em 1850 que seu nome apareceu pela primeira vez em Madrid. A esta altura, o fotógrafo já tinha um estúdio na cidade, embora a maior parte de sua produção, que consistia em representações de diversos locais ao redor da Espanha – como monumentos, obras públicas, obras de arte e outros – foi produzida fora da capital. Sua obra ia além da função documental para conseguir o domínio de composição e técnica. Até 1856, Clifford usou a técnica de calótipo; mudando mais tarde para o processo de colódio. É com esta última que ele produziu sua obra mais importante, incluindo suas fotografias da Alameda de Osuna, tiradas em 1857; a série Canal de Isabella II (Canal da Rainha Isabel II), produzida em Madrid entre 1857 e 1858; e sua última série, “auge de uma extensa narrativa de viagens reais”, que retrata a visita real da rainha Isabel II a várias províncias da Andaluzia, em 1862. Além de ser sua última série, as últimas fotografias são consideradas sua obra mais talentosa. Quando morreu, em janeiro de 1863, Clifford deixou para trás uma grande coleção de sua obra fotográfica, que mantém um alto valor artístico e histórico. A Biblioteca Nacional da Espanha conserva uma grande quantidade de seu material, tornando-se um lugar crucial para consultar a obra desse artista.

Última Atualização: 24 de março de 2015