As maravilhas da criação

Descrição

Zakarīyā ibn Muhammad al-Qazwīnī (entre 1203 e 1283, aproximadamente) foi um distinto erudito iraniano conhecedor de poesia, história, geografia e história natural. Ele trabalhou como jurista e juiz em várias localidades no Irã e em Bagdá. Após viajar pela Mesopotâmia e pela Síria, escreveu sua famosa cosmografia em língua árabe, 'Aja'eb ol-makhluqat wa qara'eb ol-mowjudat (As maravilhas da criação ou, literalmente, Maravilhas das coisas criadas e aspectos surpreendentes das coisas existentes). Este tratado, muito ilustrado, foi imensamente popular e está preservado hoje em diversas cópias. Ele foi traduzido para o persa, o turco e o alemão. O livro abrange muitos temas, como astrologia, cosmologia e as ciências naturais. O tema central do livro é dividido em dois agrupamentos amplos: o sublime e transcendental, e o bruto ou material. Do ponto de vista da amplitude de informações contidas em sua obra, al-Qazwīnī é frequentemente comparado ao grande erudito romano Plínio, o velho (23–79 d.C.) e muitas vezes chamado de “Plínio da Idade Média”. O presente manuscrito, uma tradução persa do 'Aja'eb, contém desenhos e pinturas curiosos no estilo persa, monocromáticos e em aquarela. A cópia é mantida nas coleções de manuscritos da Biblioteca Nacional e Arquivos da República Islâmica do Irã.

Última Atualização: 19 de maio de 2015