Poema sobre a partida dos Magi

Descrição

Este manuscrito do século XV, em escrita renascentista, contém uma composição poética (De profectione Magorum adorare Christum et de innocentibus interfectis ab Herode) por "Gabriel Volaterranus". O autor é, muito provalvelmente, Gabriello Zacchi da Volterra, o arcipreste (deão interino, vigário do bispo) da catedral, que possuia uma base cultural sofisticada e que faleceu em 1467, aos 33 anos. O autor dedica o trabalho a Tommaso del Testa Piccolomini, o assistente secreto do Papa Pio II (fólio 132 reto), a quem Pio havia concedido o privilégio de parentesco com a família Piccolomini. Em 1460, Tommaso também foi premiado com o título de conselheiro imperial por Federico da Montefeltro III, com a honra de acrescentar a águia imperial ao seu brasão; posteriormente ele foi feito bispo de Sovana e, mais tarde, bispo de Pienza. A presença da águia imperial no brasão de Testa Piccolomini na decoração do códice (fólio 132 reto) sugere 1460 como o ano mais plausível para datar o manuscrito. José Ruysschaert atribuiu a decoração iluminada, com seus motivos de troncos de videira brancos, a Gigantibus de' Gigantibus, ativo no início da década de 1460 no círculo cultural do Papa Pio II. O manuscrito é encadernado em um códice composto que une os cinco manuscritos de diferentes épocas (datando desde o final do século XII até cerca de 1521) e origens, os quais também apresentam diferenças em layout, estilo gráfico e formato.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Carmen de profectione Magorum

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

13 fólios: pergaminho; 206 × 137 milímetros

Observações

  • Código: ms. H.VI.31[4]

Referências

  1. Biblioteca comunale degli Intronati, The Biblioteca comunale degli Intronati for The James Madison Council: manuscripts, incunables, drawings and prints (Siena: 2011).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 17 de outubro de 2017