Painel Caligráfico Gulzar

Descrição

Este painel caligráfico executado em preto e vermelho sobre um fundo branco decorado em ouro, contém uma série de orações (du'a's) dirigidas a Deus, ao profeta Maomé e ao seu genro, Ali. As letras das palavras maiores são elaboradas em escrita nasta'liq e são preenchidas com motivos decorativos, animais e figuras humanas. Este estilo de escrita, preenchida com vários motivos, é chamado de gulzar, que literalmente significa "jardim de rosas" ou "cheio de flores". Ele é geralmente aplicado no interior de inscrições realizadas em nasta'liq, tais como esta. A escrita gulzar era popular no Irã durante o final dos séculos XVIII e XIX. Esta peça, escrita pelo calígrafo Husayn Zarrin Qalam ('Husayn da Pena Dourada') para Husayn Sultan Khan, em 1797-98, data do período inicial do governo Qajar no Irã (1785-1925). Ao redor de todas as letras maiores, compostas no estilo nasta'liq e preenchidas com motivos, estão orações Shi'i menores, em uma série de diferentes escritas. Estas incluem thuluth, naskh, nasta'liq, shikasta, tawqi'e kufi. Uma inscrição está, até, escrita de trás para a frente, como se tivesse sido executada com a ajuda de um espelho. A mera variedade destes escritos, juntamente com as composições centrais maiores, em gulzar, pretendiam retratar a habilidade de Husayn Zarrin Qalam na principais escritas caligráficas.

Última Atualização: 6 de abril de 2016