PalestranteIsmail Serageldin

Instituição Biblioteca de Alexandria

Assunto Description de L’Egypte

A Description de L’Egypte, ainda que discutível, foi válida como esforço empreendido por uma cultura para estudar outra. A obra foi fruto do trabalho de 167 cientistas levados por Napoleão Bonaparte em 1798 ao Egito, onde permaneceram três anos. Retornando a França, trabalharam diligentemente com aproximadamente 2000 desenhistas e gravadores durante 20 anos para produzir uma obra monumental de quase 1000 gravuras e aproximadamente 7500 páginas do texto. As grandes edições de grande formato são magníficas obras de arte e exatidão sem precedente e beleza. As gravuras são agrupadas em 11 volumes de 56 x 75 cms cada um, sob os títulos de Antiguidades (5 volumes), História Natural, cobrindo a flora e fauna do Egito em três volumes, o Estado Moderno (como ele existiu em 1798-1800) em dois volumes, e um volume de Atlas Geográfico. Os nove volumes do texto também cobriram Antiguidades (4 volumes), o Estado Moderno (3 volumes), História Natural (2 volumes), e um índice geral.

Biblioteca Alexandrina foi a primeira instituição, em 2004, a pôr a coleção inteira em um formato DVD digital acessível, por navegação, para pesquisa. Além disso, uma edição gratuita de acesso online já está em preparação.

Esta será a primeira das contribuições da Biblioteca da Alexandria à nova Biblioteca Digital Mundial que é agora lançada pela Biblioteca do Congresso com o apoio da UNESCO, IFLA, além de outras instituições ao redor o mundo. Pretendemos trazer outras coleções tão belas e significante quanto esta para a Biblioteca Digital Mundial, pondo nossa herança egípcia à disposição do mundo.