4 resultados em português
Explorações na África, Pelo Dr. David Livingstone, e Outros, Fornecendo um Relato Completo da Expedição de Pesquisa de Stanley-Livingstone, sob o Patrocínio do New York Herald, conforme Fornecido pelo Dr. Livingstone e o Sr. Stanley
David Livingstone (1813-73), foi um missionário e médico escocês que explorou uma grande parte do interior da África. Numa incrível jornada em 1853-56, ele tornou-se o primeiro europeu a atravessar o continente africano. Começando no rio Zambeze, ele viajou do norte para o oeste através de Angola até atingir o Atlântico, em Luanda. Na sua viagem de volta, ele acompanhou o Zambezi até sua foz, no Oceano Índico, atualmente Moçambique. A expedição mais famosa de Livingstone foi em 1866-73, quando explorou a África Central na tentativa de encontrar a nascente ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Viagens na África do Sul nos Anos de 1849 a 1857
László Magyar (1814-64) foi um explorador húngaro, que viveu 17 anos em Angola e que deu importantes contribuições para o estudo da geografia e da etnografia da África Equatorial. Ele era formado como oficial de marinha e serviu nas forças navais da Áustria e da Argentina. Em 1846, ele realizou sua primeira expedição para a África, uma viagem até o rio Congo. Posteriormente, Magyar  se casou com a filha do rei de Bihé e usou seus laços de família para ganhar acesso às regiões do interior do continente. Acompanhado pela ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Viagens de László Magyar na África Meridional Entre 1849 e 1857
László Magyar (1814-64) foi um explorador húngaro, que viveu 17 anos em Angola e que deu importantes contribuições para o estudo da geografia e da etnografia da África Equatorial. Ele era formado como oficial de marinha e serviu nas forças navais da Áustria e da Argentina. Em 1846, ele realizou sua primeira expedição para a África, uma viagem até o rio Congo. Posteriormente, Magyar  se casou com a filha do rei de Bihé e usou seus laços de família para ganhar acesso às regiões do interior do continente. Acompanhado pela ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Cataratas Victoria
Esta fotografia do final do século XIX ou início do século XX, retratando as Cataratas Victoria, é da Coleção de Frank e Frances Carpenter, na Biblioteca do Congresso. As cataratas ficam no rio Zambezi, que separa a Zâmbia do Zimbábue. David Livingstone, o missionário e explorador britânico que, em 1855, tornou-se o primeiro europeu a ver as cataratas, batizou o local em homenagem à Rainha Vitória. A tribo local Kololo chamava as cataratas de "Mosi-oa-Tunya," que significa "a fumaça que troveja", após verem a densa nuvem de névoa e bruma ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso