186 resultados em português
Para Modest Ment͡synsʹkyĭ, dos prisioneiros do campo de Wetzlar
Esta publicação, dedicada ao tenor de ópera Modest Omeli͡anovych Ment͡synsʹkyĭ (1875 a 1935), foi produzida pelos prisioneiros do campo de Wetzlar, para os quais Ment͡synsʹkyĭ apresentou-se em fevereiro de 1916. Ela contém ensaios e poemas dedicados a Ment͡synsʹkyĭ, bem como o programa de sua performance e as letras das canções que ele cantou, que incluem poemas de Taras Shevchenko e Ivan Franko. Durante a Primeira Guerra Mundial, mais de um milhão de soldados do exército russo tornaram-se prisioneiros, dentre os quais centenas de milhares eram de ...
Vista de São Tomás, na América, com o Fort Christian
Este desenho colorido feito por um artista anônimo é uma vista do acampamento dinamarquês na ilha de São Tomás (atualmente, as Ilhas Virgens dos EUA), como se apresentava no século XVIII. O assentamento foi estabelecido em 1672 pela Companhia das Índias Ocidentais Dinamarquesa. A Dinamarca reivindicou a ilha próxima de São João em 1683 e comprou a ilha de Santa Cruz da França em 1733. As três ilhas se tornaram colônia real dinamarquesa em 1754. A colônia prosperou através da importação de escravos que possibilitou uma economia de plantação rentável ...
Mapa da Holanda: Conforme Observações Astronômicas, Medições de Schnellius & c. e os Altamente Reestruturados Mapas Especiais de F. L. Güssefeld
Este mapa da costa da Holanda é obra do cartógrafo prussiano Franz Ludwig Güssefeld (1744-1807). Foi desenhadao com base nos cálculos do famoso matemático holandês Willebrord Snellius (1580-1626), um professor de matemática na Universidade de Leiden, que concebeu a ideia de medir a terra usando a triangulação. As descobertas de Snellius ajudaram a determinar o raio da Terra, bem como conduziu à formas mais precisas de medir a distância entre duas cidades.
Carta de Albert Einstein ao secretário-geral da Liga das Nações em Genebra
O documento mostrado aqui é uma carta curta e escrita à mão, datada do dia 25 de junho de 1924, de Albert Einstein para Sir Eric Drummond, secretário-geral da Liga das Nações, escrita na ocasião da reeleição de Einstein para o Comitê para a Cooperação Intelectual. O texto diz: “Venho, por meio desta, aceitar agradecidamente a renovação de minha eleição para o Comitê para a Cooperação Intelectual. À luz de meu comportamento passado, a eleição significa um ato de especial generosidade espiritual, o que em consequência me enche de alegria ...
Adesão da Alemanha à Liga das Nações. Carta de Gustav Stresemann
Em 1924, o ministro de relações exteriores recém-indicado da Alemanha, Gustav Stresemann, adotou uma nova política em relação à Liga das Nações, que os governos anteriores em Berlim haviam desdenhado como tendo sido criada pelos vencedores da Primeira Guerra Mundial para reprimir os alemães derrotados. Em dezembro de 1924, Stresemann expediu uma candidatura para que a Alemanha fosse admitida na Liga, mas com a condição de que ela também se tornasse membro do Conselho da Liga. Esta solicitação foi recusada, mas, no início de 1925, Stresemann fez uma segunda tentativa ...
Saída da Alemanha da Liga das Nações. Carta de Konstantin von Neurath
Em ouburo de 1933, nove meses após Adolf Hitler ser indicado chanceler da Alemanha, o governo alemão anunciou sua saída da Liga das Nações. A razão alegada foi a recusa das potências ocidentais em aquiescer às demandas da Alemanha por paridade militar. Com esta carta brusca, datada de 19 de outubro de 1933, o ministro das relações exteriores Konstantin Freiherr von Neurath informou ao secretário-geral da Liga das Nações, Joseph Avenol, da saída da Alemanha. A retirada alemã da organização internacional foi seguida de uma acumulação de poderio militar intensa ...
O incêndio no castelo real, em Estocolmo, 1697
Esta gravura mostra o incêndio de 1697 que destruiu o Tre Kronor, o castelo real dos séculos XVI e XVII que antes abrigava os monarcas reinantes da Suécia. À medida que a Suécia cresceu e se tornou uma grande potência, a dicotomia entre sua riqueza, poder e vínculos com a Europa e a espartana estrutura nórdica de madeira que abrigava seus regentes se tornou cada vez mais aparente. A situação nunca foi tão evidente quanto sob o reinado da Rainha Cristina (de 1632 a 1654), que acompanhou os desenvolvimentos do ...
Mapa de guerra do Egito, Palestina e Arábia
Este mapa militar em língua alemã, publicado em algum momento ao final do século XIX, representa o Egito, a Palestina e a Península Árabe. Ele também inclui partes do Sudão Anglo-Egípcio (atual Sudão), da Etiópia e da Eritreia. Ferrovias, rotas de caravanas, linhas de telégrafos, pirâmides, fortificações e ruínas são indicados por símbolos mostrados na legenda no canto inferior esquerdo. Os equivalentes em alemão de certos termos topográficos árabes são fornecidos. Um mapa sobreposto no canto superior direito exibe o Delta do Nilo e a Península do Sinai. O relevo ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Imagens de Meca
Bilder aus Mecca (Imagens de Meca), do orientalista holandês Christiaan Snouck Hurgronje (1857–1936), é um dos primeiros trabalhos de um não árabe a documentar Meca e o hajj em fotografias. Hurgronje estudou na Universidade de Leiden, onde obteve doutorado em línguas semíticas e literatura com uma dissertação sobre Meca e os rituais dos peregrinos e seu passado histórico. Tornou-se professor na escola de formação de Leiden para funcionários públicos das Índias Orientais Holandesas. De 1884 a 1885, ele tirou uma licença para ir até Jeddah e Meca a fim ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Sudeste da Europa e Mar Mediterrâneo
Este mapa do sudeste da Europa e do leste do Mediterrâneo foi feito no início da Segunda Guerra Mundial pela Fremde Heere Ost (Exércitos Estrangeiros do Leste), uma unidade do comitê geral do exército alemão responsável pela inteligência sobre a União Soviética, Escandinávia, certos países dos Bálcãs, a África e o Extremo Oriente. O mapa mostra as fronteiras entre países em púrpura forte e escuro. Também são mostrados os oleodutos, poços e outras fontes de água, além de rodovias, ferrovias e canais importantes. Muitos dos países desta região estavam envolvidos ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral do palco turco na guerra
Este mapa, publicado em Berlim em julho de 1916, mostra o palco turco na Primeira Guerra Mundial. Ele é baseado em um mapa de 1884 em francês das províncias asiáticas do Império Otomano, feito pelo geógrafo e cartógrafo alemão Heinrich Kiepert (1818 a 1899). O mapa contém notas adicionais em alemão e sua cobertura de ferrovias existentes e projetadas está atualizada para 1916. Os territórios otomanos, mostrados em rosa, incluem a atual Turquia, o Chipre, o Iraque, a Síria, o Líbano, Israel e a Jordânia, além da Arábia Saudita. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Diferentes imagens das principais cidades da Pérsia
Este mapa do gravurista e editor de Nuremberg Johann Baptist Homann (1663 a 1724) mostra 15 vistas aéreas de cidades da Pérsia (atual Irã), Afeganistão, Rússia setentrional, Turquia oriental e região do Cáucaso. Sob o retrato de cada cidade está um número ou legenda indicando os pontos mais importantes em cada cidade, incluindo os portões e muralhas da cidade, massas de água, palácios reais e mercados. As cidades representadas são (1) Astracã, na Rússia; (2) Derbent, no Daguestão, na Rússia; (3) Tíflis, na Geórgia; (4) Kars, na Turquia; (5) Erzurum ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Sudoeste da Ásia
Este mapa do Sudoeste da Ásia, datado de cerca de 1866, mostra as posses das potências europeias na região. O mapa se estende da Líbia, do Egito e do Sudão até a Mongólia ocidental, a China (Tibete) e Burma, ao leste. As linhas coloridas são usadas para indicar territórios controlados por Grã-Bretanha, França, Portugal e Império Otomano e para delinear o que o mapa chama de reino do imã do Omã. Os nomes de capitais provinciais estão sublinhados. Os territórios britânicos na Índia estão divididos em seis partes: Bengala, as ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: I
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: II
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: III
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: IV
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: V
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: VI
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: VII
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: VIII
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: IX
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: X
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: XI
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: XII
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa geral da Ásia Central: Visão Esquemática
O General-Karte von Central-Asien (Mapa geral da Ásia Central) é um mapa grande e detalhado produzido em 1874 pelo Instituto Geográfico Militar de Viena. Este mapa está separado em 12 chapas, numeradas de I a XII; a 13ª chapa oferece uma visão geral e um guia numerado sobre como as peças se encaixam. O mapa cobre uma enorme extensão, limitada a noroeste pela região da Rússia ao norte do Mar Cáspio; a sudoeste pela atual Arábia Saudita e Omã; a nordeste pela Mongólia ocidental; a sudeste por Gujarate, Índia. O ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
A paisagem macedônica
Franz Johann Joseph von Reilly (1766 a 1820) foi um escritor e poeta, geógrafo e vendedor de livros e de arte austríaco. Suas obras cartográficas incluem um atlas mundial, publicado entre 1794 e 1796, um atlas da Alemanha (1803) e o seu Allgemeiner Postatlas (Atlas postal geral), uma obra de 1799 com 40 mapas que mostram rotas postais, o primeiro atlas do tipo a ser publicado no mundo inteiro. Aqui mostra-se o mapa de von Reilly da Macedônia, que inclui partes da atual Grécia e da Antiga República Iugoslava da ...
Regras de conduta do Circo Ciniselli
Este aviso contém as regras de conduta para o Circo Ciniselli, em São Petersburgo, definidas pela gerência. Publicadas em 10 de janeiro de 1891, as regras estavam escritas em duas línguas: francês e alemão. A escolha das línguas, combinada aos programas do circo no período, demonstra que quase todos os artistas do circo vinham do exterior. Os 18 pontos regulamentavam a vida dos funcionários do circo. Os artistas e a equipe técnica deviam participar de todos os ensaios e cuidar de seus equipamentos e indumentária; todos precisavam estar prontos pelo ...
Mapa geral da Arábia. Baseado no livro de Geografia III de C. Ritter, Ásia Ocidental, partes XII a XIII
O geógrafo e cartógrafo alemão Heinrich Kiepert (1818 a 1899) normalmente é visto como um dos mais importantes cartógrafos acadêmicos da segunda metade do século XIX. Ele foi o chefe do Instituto Geográfico de Weimar entre 1845 e 1852, além de professor da Universidade de Berlim de 1852 até sua morte. Mostra-se aqui o mapa da Arábia de Kiepert, do ano de 1852. Conforme indicado no título, ele tem como base o “livro de geografia de C. Ritter”. A referência é a Die Erdkunde im Verhältnis zur Natur und zur ...
Nordeste da África e Arábia, desenhados na escala de 1:12.500.000
Este mapa do Norte da África e da Península Arábica pertence à sexta edição (1875) do Stieler's Hand-Atlas über alle Theile der Erde (Atlas portátil de Stieler de todas as partes da Terra), editado por August Heinrich Petermann (1822 a 1878) e publicado pela empresa de Justus Perthes. O mapa reflete a alta qualidade da cartografia alemã na segunda parte do século XIX, bem como os avanços feitos pelos criadores de mapas alemães na incorporação, em suas obras, de descobertas da geologia, hidrografia, etnografia e outros campos científicos. O ...
O mais novo mapa da Arábia
Este mapa colorido em alemão veio a público como a placa 80 do Grosser Hand-Atlas über alle Theile der Erde (Grande atlas portátil de todas as partes do mundo), publicado pelo Instituto Bibliográfico de Joseph Meyer (1796 a 1856). O mapa exibe a Península Arábica, além de regiões vizinhas da África, incluindo o Egito, o atual Sudão e a Abissínia (atual Etiópia). As linhas coloridas são usadas para demarcar reinos e outras entidades políticas. El Bedaa, uma antiga cidade no Catar (correspondente à atual área de Al Bida, em Doha ...
As regiões montanhosas do Irã, incluindo os Estados da Pérsia, do Afeganistão e do Baluquistão
Este mapa colorido à mão de 1846 mostra o Planalto Iraniano, uma formação geográfica e geológica que abrange partes da Pérsia (atual Irã), o Afeganistão e o Baluquistão (nos atuais Irã e Paquistão). O mapa mostra cidades de diferentes tamanhos, províncias e capitais provinciais, rotas de caravanas, fortes e ruínas, bem como rios, montanhas e outros acidentes geográficos. São fornecidas três escalas de distância: milhas inglesas, milhas alemãs e farsangs persas (também grafado como parasangs e fursakhs). O mapa foi feito pelo cartógrafo alemão Carl Ferdinand Weiland (1782 a 1847 ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Irã e Turan: Pérsia, Afeganistão, Baluquistão e Turquestão
Este mapa da Ásia Central apareceu em uma edição de 1839 do Stieler's Hand-Atlas über alle Theile der Erde (Atlas portátil de Stieler de todas as partes da Terra), editado por Adolf Stieler e publicado pela empresa de Justus Perthes em Gota, na Alemanha. O mapa foi compilado e desenhado em 1829 por Heinrich Karl Wilhelm Berghaus (1797 a 1884), e foi atualizado por ele próprio em 1834. A legenda numerada no canto inferior direito do mapa indica os estados da região conforme sua existência em 1834. Eles incluem ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa do Oriente Médio e do Oriente Próximo
Mostra-se aqui um grande mapa dobrável produzido pelo Estado-Maior do Exército Alemão durante a Segunda Guerra Mundial. Notas no mapa indicam que este deveria ser usado unicamente pelo exército e que sua reprodução era proibida. Um dos lados é um grande mapa da região que vai da Península Balcânica à porção leste do Irã. São exibidas vilas e cidades por tamanho da população, fronteiras internacionais, fronteiras das repúblicas e províncias da União Soviética, estradas principais e secundárias, estradas em construção, oleodutos, passagens entre montanhas, alturas em metros e massas de ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa étnico e linguístico do Oriente Próximo
Este mapa, produzido em 1943 pelo Serviço Geográfico do Auswärtiges Amt (Ministério de Relações Exteriores) da Alemanha, mostra a composição étnica, linguística e religiosa do Oriente Médio. Estão incluídos o Cáucaso e outras áreas da União Soviética, o Afeganistão e áreas do atual Paquistão e a Índia. O mapa e o texto explicativo refletem a obsessão do período nazista com questões de raça e etnia. A longa nota na parte superior da legenda afirma que o mapa “tenta mostrar o Lebensraum [área habitável] desses povos orientais, localizados em áreas de ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa do Oriente Próximo
O geógrafo e cartógrafo alemão Heinrich Kiepert (1818 a 1899) é considerado, em geral, um dos mais importantes cartógrafos acadêmicos da segunda metade do século XIX. Ele foi o chefe do Instituto Geográfico de Weimar entre 1845 e 1852, além de professor da Universidade de Berlim de 1852 até sua morte. Mostra-se aqui o mapa de Kiepert do Oriente Próximo, de 1855, que foi publicado em Kiepert’s Neuer Hand-Atlas über alle Teile der Erde (Novo atlas portátil de Kiepert de todas as partes do mundo), publicado por Dietrich Reimer ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa do Oriente Médio
Este mapa do Oriente Médio foi feito por Führungsstab der Luftwaffe (a equipe de operações da força aérea alemã) em 1943. O mapa é intitulado “Secreto”. Abrangendo a região que vai do Mediterrâneo oriental até a fronteira do Afeganistão com a Índia Britânica (atual Paquistão), este exibe os locais de bases aéreas de primeira e segunda classe, bases operacionais, pistas de pouso e campos aéreos em construção em 15 de março de 1943. Seis mapas internos – de Áden, Mossul, Chipre, Bagdá, Gaza-Haifa e Damasco-Alepo – fornecem detalhes adicionais sobre locais com ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Atlas portátil do reino húngaro: nova e completa representação do Reino da Hungria em 60 placas, em formato de bolso
Atlas Regni Hungariae Portatilis: Neue und vollständige Darstellung des Königreichs Ungarn (Atlas portátil do reino húngaro: nova e completa representação do Reino da Hungria) é o primeiro atlas de bolso do Reino da Hungria. Seu criador foi um eslovaco, Ján Matej Korabinský, que nasceu em Prešov em 1740 e faleceu em Bratislava em 1811. Korabinský foi professor em várias instituições acadêmicas, onde ensinou teologia, filosofia e matemática. O atlas contém mapas gravados com placa de cobre de 58 condados, incluindo os que constituem a atual Eslováquia. Todos os mapas contêm ...
Crônica do mundo
Weltchronik (Crônica do mundo) é uma tradução alemã de um texto originalmente em latim, atribuído a Joannes de Utino (nome também visto como Giovanni da Udine, falecido em 1366). Esta cópia foi produzida na segunda metade do século XV e apresenta muitos desenhos decorativos coloridos, feitos por um pintor desconhecido. Ela provavelmente foi criada em Bratislava, em algum momento após o ano de 1458, durante o período da ascensão de Matias Corvino ao trono húngaro. Ela foi preservada na biblioteca dos capuchinos de Bratislava. A crônica é uma obra didática ...
Visão geral do Afeganistão e dos países na fronteira noroeste da Índia
Carl Zimmermann foi o primeiro tenente do Exército Prusso, que no início de 1840, desenvolveu um interesse pessoal e profissional muito forte sobre o conflito que se envolveu o Exército Britânico no Afeganistão. No que se tornou conhecido como a Primeira Guerra Anglo-Afgã (1839-1940), os Britânicos tentaram ampliar seu controle do noroeste da Índia até o Afeganistão, mas sofreram uma série de derrotas nas mãos das tribos Afgãs e posteriormente foram obrigados a bater em retirada. Em 1842 Zimmermann publicou Der Kriegs-Schauplatz in Inner-Asien (Este palco de guerra no interior ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Alemanha e Suas Colônias: Viagens através do Império e Suas Possessões Ultramarinas, com a Colaboração de Arthur Achleitner, Johannes Biernatzki, et al.
Esta obra de 538 páginas e com suas 1367 ilustrações reflete o orgulho nacional alemão no início do século XX , um período de rápido crescimento econômico e de conquistas científicas e culturais alcançadas pelo Império Alemão. A maior parte do livro trata da Alemanha propriamente dita, que na época incluia a região da Alsácia-Lorena, conquistada da França na Guerra Franco-Prussiana de 1870-71. Um capítulo final é dedicado ao império ultramarino da Alemanha, que havia crescido rapidamente desde a conquista da unidade nacional, em 1871. Entre as colônias da Alemanha estavam ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Viagens do Samoa
Otto Finsch (1839-1917) foi um ornitólogo e etnógrafo alemão que esteve envolvido no estabelecimento da Terra de Guilherme II, um protetorado alemão localizado na parte nordeste da atual Papua-Nova Guiné. Finsch trabalhou como curador do Museu de História Natural e Etnografia, em Bremen. Ele recebeu um doutorado honorário por seu trabalho ornitológico pela Universidade de Bonn em 1868, e tornou-se diretor do Museu de Bremen, em 1876. Depois de uma expedição inicial para o Pacífico, em 1879-82, ele retornou à Alemanha e se tornou um membro da "South Sea Plotters ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso