1.062 resultados em português
A ceia da quarta-feira de cinzas
La cena de le Ceneri (A ceia da quarta-feira de cinzas), o primeiro dos seis diálogos filosóficos italianos de Giordano Bruno, foi publicada pela primeira vez em Londres, em 1584. A página de título não indica o local de publicação ou a editora, mas estudiosos concordam que o livro foi impresso na loja londrina de John Charlewood. A obra é dedicada ao embaixador francês do tribunal inglês, Michel de Castelnau, senhor de Mauvissière, que ajudou Bruno após sua chegada em Londres, em 1583. Ele apresenta uma exposição inovadora da teoria ...
Relatório sobre as diferentes massas de ferro encontradas na Cordilheira Oriental dos Andes
Mariano Eduardo de Rivero y Ustáriz (1798–1857) foi um cientista, geólogo, mineralogista, químico, arqueólogo, político e diplomata peruano. Depois de estudar em Arequipa, ele foi enviado em 1810, aos 12 anos, para Londres para estudar matemática, física e línguas. Em 1817, ele viajou para a École royale des mines de Paris , na França, para estudar mineralogia e química. Na França, conheceu Joseph Louis Proust, Gay-Lussac e Alexander von Humboldt. Este último se tornou seu mentor e, durante o curso de suas viagens na Europa, Rivero descobriu um novo oxalato ...
Fornecido por Universidade EAFIT
Álbum de artefatos religiosos da Igreja do Museu Arqueológico da Academia Teológica de Kiev
Este livro, o primeiro de uma série de álbuns dedicados à Igreja do Museu Arqueológico da Academia Teológica de Kiev, é sobre a coleção de ícones do Monte Sinai e do Monte Atos montados pelo Bispo Porfírio Uspensky (1804–1885). O Bispo Porfírio nasceu na Rússia, estudou na Academia Teológica de São Petersburgo e foi ordenado padre em 1829. Em 1842, foi enviado pelo sínodo da Igreja Ortodoxa Russa para Jerusalém, a fim de intensificar relações com os Cristãos Ortodoxos da Síria e da Palestina. Entre 1845 e 1846, ele ...
O primeiro impressor de livros na Rússia, 1583
Este livro, publicado em Kiev em 1895, é uma pequena biografia de Ivan Fyodorov (aproximadamente 1510–1583), criada para o público em geral. Juntamente com Schweipolt Fiol e Francysk Skaryna, Fyodorov foi um dos criadores da tipografia na região eslava oriental. Graduado pela Universidade Jaguelônica de Cracóvia, na Polônia, mais tarde trabalhou em Moscou, onde publicou obras litúrgicas usando tipos móveis, os primeiros livros impressos na Rússia. Ele foi expulso de Moscou por escribas que temiam a concorrência em função de sua inovação e procurou refúgio no Grão-Ducado da Lituânia ...
Arte do antigo Principado de Kiev
Este livro conta uma história resumida da arte do antigo Principado de Kiev, a entidade política medieval centralizada em Kiev, que prosperou entre os séculos IX e XIII e que formou a base para grande parte da cultura russa e ucraniana posteriormente. Os tópicos abordados incluem as influências dos varegues e da ortodoxia oriental, a importância do cristianismo, a arquitetura em madeira, as igrejas e os monastérios em Kiev, a arte e a arquitetura na histórica cidade de Chernigov e as artes de pinturas em esmalte e de ícones. É ...
Covas de Kiev e o Monastério de Kiev-Pechersk
Este livro, publicado em Kiev em 1864, apresenta uma história e uma descrição do Monastério de Kiev-Pechersk, também chamado de Monastério das Covas de Kiev  (pechera significa cova; lavra indica um monastério de prestígio), um grande complexo fundado em 1051 por um monge chamado Antonio em covas escavadas na encosta.. O mosteiro logo se tornou o centro do cristianismo na Rússia e desempenhou um papel importante no desenvolvimento cultural local, abrigando a primeira tipografia em Kiev e cronistas, escritores, médicos, cientistas e artistas famosos. O Monastério de Kiev-Pechersk é o ...
Fábrica de louça Kiev-Mezhyhirya
Este livro é uma compilação de artigos sobre a famosa Fábrica de louça Kiev-Mezhyhirya, que fez parte do Monastério de Mezhyhirya no século X. A fábrica foi fundada no fim do século XVIII e produzia tanta quantidade de faiança que, em meados do século XIX, era a maior empresa industrial de Kiev. A primeira parte do livro é dedicada à história da fábrica e inclui detalhes e ilustrações da ampla linha de seus produtos, tanto de peças decorativas quanto de peças mais práticas. As marcas (selos) da fábrica são mostradas ...
O batistério da Catedral de Santa Sofia em Kiev
Este livro fala sobre o batistério da Catedral de Santa Sofia em Kiev. O nome da catedral não provém de um santo em particular, mas sim da Hagia Sofia do século VI em Constantinopla (atual Istambul) e significa “Sagrada sabedoria”. Concebida como “a nova Constantinopla” para representar o cristianismo oriental, a Santa Sofia de Kiev foi construída no século XI. O batistério foi construído no claustro alguns anos mais tarde e suas paredes ainda exibem os afrescos dos séculos XI a XII. No início do século XX, o batistério se ...
O movimento cultural e nacional na Ucrânia nos séculos XVI e XVII
Mykhailo Hrushevs’kyi (1866–1934) foi professor de história e um líder político na Ucrânia, que serviu como presidente do Conselho Central Ucraniano na época da Revolução Russa de 1917. Esse trabalho, publicado em 1912, é dedicado ao movimento cultural e nacional da Ucrânia dos séculos XVI e XVII e à formação de uma consciência nacional ucraniana. Grande parte do livro lida com as relações entre a Ucrânia e a Polônia e seu efeito na formação de um estado ucraniano. O autor descreve um declínio da vida ortodoxa e secular ...
Uma descrição do Monastério de Kiev-Pechersk
Este livro, publicado em 1826 na tipografia do Monastério de Kiev-Pechersk, é uma abrangente descrição do monastério e de seu estabelecimento. O Monastério de Kiev-Pechersk, também chamado de Monastério das Covas de Kiev (pechera significa cova e lavra indica um monastério de prestígio), um grande complexo fundado em 1051 por um monge chamado Antonio em covas escavadas na encosta. Mais tarde, o monastério se tornou o centro para o cristianismo na Rússia e para o desenvolvimento cultural local, que serve de apoio para escritores, médicos, cientistas e artistas. Após um ...
Monumentos da arte ucraniana do século XVIII
Este livreto é criação de Nikolai Makarenko, um especialista em arquitetura, história da arte e arqueologia, e mais tarde diretor do Museu de Artes de Kiev. Ele começa refletindo sobre os efeitos benéficos da cultura cossaca na Rússia sulista e seu impacto significativo na cultura ucraniana. Ele elogia o estilo dos séculos XVII e XVII e descreve a Igreja Pokrovskaia como um exemplo de arquitetura bela e pura. A igreja foi construída em 1764 por Pyotr Kalishevski, em Romny, Província de Poltavskaia, e mais tarde movida para a cidade de ...
Evangelho de Peresopnytsia, um monumento da arte renascentista do século XVI do Sul da Rússia
Este trabalho é dedicado a um dos mais importantes e lindamente decorados manuscritos eslavos orientais, o Evangelho de Peresopnytsia, criado em meados do século XVI, parte no Mosteiro da Mãe de Deus em Peresopnytsia, Volyn, e parte no Mosteiro da Sagrada Trindade, próximo a Lviv, ambos atualmente na Ucrânia. O presente livro, de Alexander Gruzinskii, abrange a história do evangelho, sua ornamentação e imagens gráficas. A primeira parte se concentra na origem do manuscrito de Peresopnytsia, que foi redescoberto na década de 1830 pelo acadêmico esloveno Osip Bodjanskij. A segunda ...
Retratos de N. V. Gogol: 1809–1909
Esta coleção de retratos de Nikolai Vasilievich Gogol (1809–1852) foi publicada sob os auspícios da Sociedade dos Amantes de Literatura Russa para o centenário do nascimento de Gogol, um dramaturgo, novelista e escritor russo de estórias curtas nascido na Ucrânia. O livro está dividido em duas partes: uma lista com explicações detalhadas dos retratos conhecidos do escritor nas páginas 3–15, seguida por reproduções de cada retrato. Os retratos acompanham a vida de Gogol em ordem cronológica, de 1827, antes de ele ser bem conhecido, até sua morte em ...
Guia para Kiev e seus arredores, incluindo uma seção de endereço, mapa e imagens fotótipas de Kiev
Este guia de 1890 fornece informações completas para visitantes de Kiev. Ele inclui uma história da cidade e detalhes dos locais de interesse, como o Monastério de Kiev-Pechersk, as catedrais e outras igrejas, monumentos históricos, jardins públicos e áreas arborizadas, edifícios púbicos e administrativos e pontes sobre o Rio Dnieper. Estão incluídas informações úteis para viajantes, como horários de trens, de barcos a vapor e de outros transportes de passageiros, além de um catálogo de hotéis, restaurantes, médicos, bancos, lojas, banhos, bibliotecas, clubes noturnos e autoridades municipais e da igreja ...
Compilação de imagens de objetos antigos das coleções privadas em Kiev
Esta coleção de imagens foi compilada pelo arqueólogo amador de Kiev, Nikolaj Leopardov, e pelo numismata Nikolaj Černev, que também colaborou na escrita dos textos introdutórios e explicativos. As imagens de cruzes, ícones e outros itens religiosos e as breves descrições deles estão incluídos na Parte I do livro. A Parte II contém as imagens dos objetos da Era do Bronze, principalmente machados e facas, e amuletos cabalísticos judaicos e moedas. A Parte III contém as imagens e a descrição de alguns dos milhares de selos medievais comercias de chumbo ...
Catedral de São Vladimir, Kiev
A catedral de São Vladimir, em Kiev, foi construída entre 1862 e 1896 para marcar o 900º aniversário da conversão ao cristianismo da Rus de Kiev pelo príncipe Vladimir (ou Volodymyr) Sviatoslavich, posteriormente São Vladimir, o Grande (entre 956 e 1015, aproximadamente). Uma nota do editor deste livro informa que as publicações descrevendo a Catedral de São Vladimir receberam comentários entusiásticos em sua maioria, porém alguns leitores foram críticos em relação ao design e às decorações da catedral. A finalidade deste livro, de acordo com a nota, era fornecer aos ...
Cultura ucraniana: Uma breve história da vida cultural do povo ucraniano
No verão de 1918, Ivan Ogienko (1882–1972), um cientista ucraniano e figura política, pública e eclesiástica, se tornou o fundador e o primeiro presidente da universidade estadual de Kam'ianets'-Podil's'kyi (subsequentemente renomeada em sua homenagem). Mais tarde, ele deu várias palestras sobre a cultura ucraniana na universidade, nas quais este livro é baseado. A Parte I relata a história da cultura até o século XVII. Ela descreve o território da Ucrânia, juntamente com a música, poemas épicos (Cossaco) e outros importantes trabalhos literários, o idioma e ...
Vrubel
Mikhail Vrubel (1856 a 1910) foi um pintor russo conhecido por seu estilo pouco usual, que sintetizava elementos da arte russa nativa e influências ocidentais e bizantinas. Nascido em Omsk, de pai polonês e mãe russa, ele se mudou para São Petersburgo em 1874 para estudar Direito. Ele abandonou o Direito e, em 1880, entrou para a Academia de Belas Artes. Em uma carreira interrompida pela doença mental e pela cegueira, Vrubel produziu um conjunto de obras que inclui murais de igrejas e mosaicos, ilustrações para livros, cenários de teatro ...
Para Modest Ment͡synsʹkyĭ, dos prisioneiros do campo de Wetzlar
Esta publicação, dedicada ao tenor de ópera Modest Omeli͡anovych Ment͡synsʹkyĭ (1875 a 1935), foi produzida pelos prisioneiros do campo de Wetzlar, para os quais Ment͡synsʹkyĭ apresentou-se em fevereiro de 1916. Ela contém ensaios e poemas dedicados a Ment͡synsʹkyĭ, bem como o programa de sua performance e as letras das canções que ele cantou, que incluem poemas de Taras Shevchenko e Ivan Franko. Durante a Primeira Guerra Mundial, mais de um milhão de soldados do exército russo tornaram-se prisioneiros, dentre os quais centenas de milhares eram de ...
Eterna Sabedoria, uma peça escolar de Kiev
O drama escolar é uma forma teatral desenvolvida na Ucrânia nos séculos XVII e XVIII. Os estudantes atuariam em peças escritas por seus professores como uma forma de receber instrução religiosa e estudar os princípios das artes dramáticas. Supõe-se que o gênero tenha se desenvolvido a partir do verso dialógico dos ciclos de Natal e de Páscoa, populares na Europa Ocidental a partir dos séculos XII e XIII e foi difundido na Ucrânia no final do século XVI e início do século XVII. Este livro é uma edição de 1912 ...
Uma coletânea de canções do povo da Bucóvina
A Bucóvina é uma região no sudeste da Europa, que hoje se localiza parte na Ucrânia, parte na Romênia. Entre 1775 e 1918, ela foi governada pelo Império Austríaco. Ela foi anexada pela Romênia após a Primeira Guerra Mundial e, após a Segunda Guerra Mundial, dividida entre a União Soviética e a Romênia. Este livro é uma coletânea de letras de canções, reunidas na segunda metade do século XIX por Hryhoriĭ Kupchanko (1849 a 1902) jornalista, antropólogo e figura pública da Bucóvina, para o Departamento Sudoeste da Sociedade Geográfica Imperial ...
A história do teatro ucraniano
Esta obra do crítico literário, escritor e tradutor ucraniano Ivan Steshenko é o primeiro volume de uma história do teatro ucraniano projetada para ter vários volumes. O volume está dividido em cinco capítulos. O primeiro aborda questões conceituais e históricas, como a ascensão do teatro e a transformação de cultos rituais antigos em performances. O segundo capítulo aborda os ritos folclóricos latino-germânicos e eslavos, com seus respectivos conteúdos. O terceiro capítulo discute o teatro como uma forma de disseminação do cristianismo na Ucrânia. O quarto capítulo oferece informações sobre o ...
O povo ucraniano no passado e no presente
Este livro é o primeiro volume do que se tornaria uma enciclopédia em língua russa dividida em dois volumes sobre o povo ucraniano. Os autores dos artigos eram estudiosos ucranianos e russos de destaque. Entre estes, estão: S. Rudnitskii, que escreveu sobre a geografia da Ucrânia; O. Rusov, V. Ohrimovich e S. Tomashevskii, que escreveram sobre estatísticas populacionais; F. Vovk, cujo artigo tratava de características antropológicas e etnográficas específicas dos ucranianos; e O. Shakhmatov, que contribuiu com uma história da língua ucraniana. O livro inclui várias ilustrações. A Primeira Guerra ...
Uma coleção do Museu Arqueológico, usada nas aulas dos cursos avançados para mulheres em Kiev
Este livro contém um ensaio longo e oito ilustrações de roupas e acessórios decorativos usados por mulheres na Rússia antiga. As informações têm como base as escavações arqueológicas em kurgans ou túmulos, que continham objetos domésticos dos eslavos antigos. Os objetos retratados são do Museu Arqueológico em Kiev. Conforme indicado no título, o livro era usado no ensino dos cursos para mulheres em Kiev. Cursos avançados para mulheres foram abertos em Kiev e em várias outras cidades ucranianas em 1878, como parte de um movimento mais amplo no país para ...
Teatro e drama: Uma coletânea de artigos críticos sobre o teatro e a literatura dramática
Mikola Kindratovich Voroniy (1871 a 1938) foi um poeta, escritor, ator e diretor ucraniano de proeminência. Este livro é uma coletânea de seus artigos mais importantes sobre a arte do teatro e a literatura dramática. Os tópicos abordados incluem o trabalho dos atores e diretores, a literatura dramática como o gênero mais complexo de expressão literária e artística, bem como a natureza e a função da audiência. O autor tira conclusões gerais a partir de sua análise e discute as formas por meio das quais o teatro poderá se desenvolver ...
Mikhail Alexandrovich Vrubel: Vida e obra
Mikhail Alexandrovich Vrubel (1856 a 1910) foi um pintor russo conhecido por seu estilo pouco usual, que sintetizava elementos da arte russa nativa e influências ocidentais e bizantinas. Nascido em Omsk, de pai polonês e mãe russa, ele se mudou para São Petersburgo em 1874 para estudar Direito. Ele abandonou o Direito e, em 1880, entrou para a Academia de Belas Artes. Em uma carreira interrompida pela doença mental e pela cegueira, Vrubel produziu um conjunto de obras que inclui murais de igrejas e mosaicos, ilustrações para livros, cenários de ...
Guia para a Grande Ferrovia Siberiana
A Ferrovia Trans-Siberiana, de  8.000 quilômetros, ligando Ekaterinburg, nos Montes Urais, ao porto de Vladivostok, no Pacífico, é a mais extensa ferrovia do mundo. A construção começou em 1891 e foi concluída em 1916. Por volta de 1900, grande parte da linha estava concluída e aberta ao tráfego. Nesse ano, o Ministério das Comunicações Russo lançou edições idênticas, em inglês e russo, deste guia ilustrado da ferrovia. Ele inclui uma história da Sibéria, um relato da construção e uma lista detalhada das províncias e cidades ao longo do percurso.
Os dísticos espirituais
A contribuição mais significativa de Jalāl ad-Dīn Muhammad Rūmī (popularmente conhecido em persa como Mawlānā, e em inglês como Rumi, 1207–1273), o renomado poeta e místico do Irã, para a literatura persa talvez seja sua poesia, e especialmente seu famoso Masnavi (Os dísticos espirituais). Esta obra, considerada a exposição de misticismo em versos mais abrangente de qualquer idioma, discute e oferece soluções a muitos problemas complicados de metafísica, religião, ética, misticismo e outros campos. Masnavi destaca os vários aspectos ocultos do sufismo e de seu relacionamento com a vida ...
Tratado sobre a guerra santa
A primeira imprensa persa no Irã foi estabelecida em 1816 em Tabriz, e o primeiro livro publicado pela imprensa foi Jihādīyyah (Tratado sobre a guerra santa), escrito por Abu al-Qasim ibn 'Isá Qa'im'maqam Farahani (entre 1779 e 1835, aproximadamente), o primeiro ministro da Pérsia na época. Durante o reinado do Rei Fath Ali Shah (1772–1834, reinou no período de 1797–1834), enquanto o governo Qajar estava ocupado com a administração da instabilidade no país, as potências coloniais europeias procuraram se estabelecer na região. Os britânicos competiram pela ...
A arte de fazer relógios mecânicos para torres de igreja, para salas e de bolso
Manuel del Río era um franciscano espanhol, que diziam ter sido um habilidoso relojoeiro, que provavelmente aprendeu a profissão em Porto, Portugal, com Tomás Luis de Sáa. Del Río fazia parte da comunidade franciscana em Santiago, onde, em 1759 publicou Arte de los reloxes de ruedas (A arte de fazer relógios mecânicos). A obra foi reeditada em 1789 em Madri por Ramón Durán, discípulo de del Río. Essa edição é apresentada aqui. O prólogo afirma que um dos motivos para escrever o livro era a falta de manuais sobre o ...
Um estudo sobre os talentos necessários para as ciências
Examen de ingenios para las sciencias (Exame dos talentos necessários para as ciências), impresso pela primeira vez em 1575, é a única obra conhecida de Juan Huarte de San Juan, nascido em Navarra, na Espanha, por volta de 1529. A obra procura esclarecer várias perguntas sobre o conhecimento humano e as capacidades e habilidades encontradas em algumas pessoas, mas não em outras, além de perguntas sobre o que faz com que uma pessoa tenha habilidade em uma ciência, mas não em outras, e como reconhecer que arte e ciência é ...
História da composição do corpo humano
Juan Valverde era um anatomista médico espanhol nascido em Amusco, na atual província de Palência, por volta de 1525. Ele se mudou para a Itália por volta de 1542, e depois praticou a medicina e ensinou em Roma. Ele foi o grande seguidor espanhol da nova anatomia estabelecida por Andreas Vesalius em 1543 com sua obra De humani corporis fabrica (Da Organização do Corpo Humano). Vesalius foi responsável por uma nova visão do corpo humano no mundo moderno. Valverde ajudou a disseminar esta visão pelas 16 edições em quatro idiomas ...
El melopeo y maestro: Tratado sobre teoria e prática da música
Pedro (Pietro) Cerone (1566–1625) nasceu em Bérgamo, na Itália. Após seu treinamento como músico, cantor e padre na Itália, ele viajou para a Espanha como peregrino para Santiago de Compostela por volta de 1593. Um ano depois, atolado na pobreza e vivendo em Madri, ele ficou sob a proteção de Santiago Gratii (Caballero de Gracia), em cuja academia de música ele pôde trabalhar. Graças, provavelmente, ao Caballero de Gracia, ele pôde atuar na Capela Real de Filipe II e depois na de Filipe III. Por volta de 1603-1605, ele ...
O Livro de Calisto e Melibea e da puta velha Celestina
La Celestina é sem dúvidas um dos livros mais vendidos da literatura espanhola. Dizem que o livro foi impresso em mais de 200 edições antigas, embora menos da metade tenha sobrevivido. A obra, de Fernando de Rojas (falecido em 1541), começou como uma comédia em 16 atos, que foi estendida para 21 atos na tragicomédia, que se tornou a versão popular. Além de ser publicado em toda a Espanha, o texto espanhol foi impresso em Lisboa, Roma, Veneza, Milão e na Antuérpia. Antigas traduções para o italiano, francês, alemão, inglês ...
Monastério de ensino da Irmandade de Kiev: um ensaio histórico
A Academia Kyiv-Mohyla teve sua origem em 1615, quando a aristocrata Galshka Gulevicheva doou terras e dinheiro para a construção da Escola do Monastério da Irmandade em Kiev. Quando o metropolitano de Kiev, Petro Mohyla (por volta de 1597–1647), chegou a Kiev e decidiu abrir uma escola em Kiev-Pechersk Lavra, a Escola do monastério da irmandade pediu que Mohyla não abrisse uma nova escola, mas utilizasse a instituição existente como base para uma nova academia. Mohyla concordou e, em 1632, a Escola do monastério da irmandade tornou-se a base ...
Kiev com sua mais antiga escola, a Academia
A Academia Kyiv-Mohyla teve sua origem em 1615, quando a aristocrata Galshka Gulevicheva doou terras e dinheiro para a construção da Escola do Monastério da Irmandade em Kiev. Quando o metropolitano de Kiev, Petro Mohyla (por volta de 1597–1647), chegou a Kiev e decidiu abrir uma escola em Kiev-Pechersk Lavra, a Escola do monastério da irmandade pediu que Mohyla não abrisse uma nova escola, mas utilizasse a instituição existente como base para uma nova academia. Mohyla concordou e, em 1632, a Escola do monastério da irmandade tornou-se a base ...
História da Academia de Kiev
A Academia Kyiv-Mohyla teve sua origem em 1615, quando a aristocrata Galshka Gulevicheva doou terras e dinheiro para a construção da Escola do Monastério da Irmandade em Kiev. Quando o metropolitano de Kiev, Petro Mohyla (por volta de 1597–1647), chegou a Kiev e decidiu abrir uma escola em Kiev-Pechersk Lavra, a Escola do monastério da irmandade pediu que Mohyla não abrisse uma nova escola, mas utilizasse a instituição existente como base para uma nova academia. Mohyla concordou e, em 1632, a Escola do monastério da irmandade tornou-se a base ...
Chasoslovets
Este chasoslovets (livro de horas ou horológio) é o primeiro livro impresso pelo primeiro impressor búlgaro, Iakov (Jacó) Kraikov. É uma coleção de orações, eulogias, vidas dos santos e textos apócrifos que servia tanto como manual diário para os padres quanto valorizado pelos leitores leigos em busca de conhecimento e esclarecimento. Kraikov imprimiu o livro em Veneza, na maior editora de cirílico eslavo para sérvios e búlgaros da cidade, que ele adquiriu em 1566. A seleção de fonte, composição, paginação e a rica decoração artística (mais de 30 gravuras) são ...
Jerusalém libertada
La Gerusalemme liberata (Jerusalém libertada) é um poema épico escrito pelo poeta italiano do final do Renascimento, Torquato Tasso (1544–1595). Escrito em estrofes de oito linhas comuns à poesia renascentista italiana, a obra-prima de Tasso é conhecida pela beleza de sua linguagem, expressões profundas de emoção e a preocupação com a precisão histórica. O tema do poema é a Primeira cruzada de 1096 a 1099 e a busca do cavaleiro franco Godofredo de Bulhão para liberar o sepulcro de Jesus Cristo. Tasso nasceu em Sorrento, no Reino de Nápoles ...
A Enciclopédia dos Medicamentos
Este livro é uma edição impressa de Pandectarum Medicinae (Enciclopédia dos Medicamentos) de Matthaeus Sylvaticus (falecido em torno de 1342), e consiste em uma lista de medicamentos (principalmente de origem herbal) em ordem alfabética. Sylvaticus se baseia no trabalho de Simão de Gênova (prosperou no final do século XIII), que forneceu um léxico de termos médicos em latim, grego e árabe em seu dicionário Clavis Sanationis. Sylvaticus também se baseia em obras de autoridades greco-romanas, como Galeno, Dioscorides e Paulus Aegineta (século VII). Dentre suas outras fontes figuram os escritos ...
A Recensão dos Elementos de Euclides
Esta obra é uma edição impressa de Kitāb taḥrīr uṣūl li-Uqlīdus (A Recensão dos Elementos de Euclides) por um dos luminares intelectuais do mundo islâmico, o polímata persa Naṣīr al-Dīn Muḥammad ibn Muḥammad al-Ṭūsī (1201–1274). Após sua morte, al-Ṭūsī passou a ser chamado de al-muʿallim al-thālith (o terceiro mestre, com Aristóteles e Fārābī sendo o primeiro e o segundo mestres, respectivamente). Autor extraordinariamente prolífico, al-Ṭūsī fez contribuições notáveis para a maioria dos campos intelectuais de sua época, escrevendo sobre teologia, misticismo, lógica, astrologia, astronomia, geomancia ...
Elementos de Cronologia e Astronomia de Muḥammad al-Farghānī
Esta obra é uma tradução do influente e famoso Kitāb jawāmiʿ ʿilm al-nujūm wa uṣūl al-ḥarakāt al-samāwīya (Livro das generalidades da astronomia e bases dos movimentos celestes) de al-Farghānī para o latim. Aḥmad ibn Moḥammad ibn Kathīr al-Farghānī foi um astrônomo que prosperou nas cortes dos primeiros califas abássidas. Ele parece ter sido ativo na corte de al-Ma’mun. Se for a mesma pessoa que, segundo se afirma, recebeu de al-Mutawakkil a incumbência de construir o Nilômetro no Cairo, então esteve em atividade desde as décadas iniciais do século IX ...