3.334 resultados em português
Grandes rotas comerciais do Saara
Este mapa de rotas comerciais transaarianas de 1889, do explorador francês Edouard Blanc, reflete a crescente prioridade dada pelos europeus ao comércio terrestre durante a “corrida pela África” imperial do final do século XIX. Em artigos sobre sua obra, Blanc destacou a importância de identificar rotas geográficas “naturais” que ligariam territórios coloniais franceses na África Ocidental, como o Senegal, à Argélia na África Setentrional, além de conectarem a costa mediterrânea ao Sudão e África Central. Blanc baseaou seus mapas não apenas em suas próprias viagens, mas também em quase um ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Rutênia dos Cárpatos
Este álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. As fotografias apresentam as igrejas em madeira que eram o centro para a prática do Cristianismo oriental (uma combinação do Catolicismo Romano com o Rito oriental ...
Guia para Kiev e seus arredores, incluindo uma seção de endereço, mapa e imagens fotótipas de Kiev
Este guia de 1890 fornece informações completas para visitantes de Kiev. Ele inclui uma história da cidade e detalhes dos locais de interesse, como o Monastério de Kiev-Pechersk, as catedrais e outras igrejas, monumentos históricos, jardins públicos e áreas arborizadas, edifícios púbicos e administrativos e pontes sobre o Rio Dnieper. Estão incluídas informações úteis para viajantes, como horários de trens, de barcos a vapor e de outros transportes de passageiros, além de um catálogo de hotéis, restaurantes, médicos, bancos, lojas, banhos, bibliotecas, clubes noturnos e autoridades municipais e da igreja ...
Uzhhorod
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Uzhhorod, na atual Ucrânia ocidental, foi o principal centro administrativo, comercial e cultural da Rutênia dos Cárpatos. A cidade, anteriormente ...
Nevitskoe. Ruínas do castelo
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. A construção de Nevitskoe ou Castelo de Nevitsky, 12 quilômetros ao norte de Uzhhorod, começou no século XV. Uma poderosa ...
Kostrina. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. A Igreja Pokrovska de madeira foi construída em Syanky, em 1645, e transferida para Kostrina, em 1761. Suas torres em ...
Uzhok. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. A Igreja de São Miguel em Uzhok data de 1745. Assim como muitas das igrejas da região, ela foi posteriormente ...
Iska. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. É mostrada aqui a torre de sinos e parte da Igreja de São Nicolau, o Taumaturgo, em Iska (atualmente, Izky ...
Torun'. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. É mostrada aqui a torre de sinos da Igreja de Nossa Senhora em Torun`, construída em 1809. A cidade está ...
Torun'. Povoado
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Esta imagem de povoado mostra a vila de Torun`, no Distrito de Mizhhiria, na Rutênia dos Cárpatos oriental. Tanto as ...
Doleshnaia Apsha. Povoado
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Esta cena pastoral mostra Dolní Apša (Parte Baixa de Apsha), onde os moradores se encontram na rua do povoado e ...
Doleshnaia Apsha. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. É mostrada aqui a igreja de madeira em Dolní Apša (Parte baixa de Apsha), que surge em uma colina acima ...
Repenie. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Aqui é mostrada a igreja de madeira em Repenie (também conhecida como Repinne), no Distrito de Mizhhiria, Rutênia dos Cárpatos ...
Maidanka. Igreja em madeira
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. A igreja de madeira no povoado de Majdanka tem um telhado com acentuada inclinação e com beiral, como a maioria ...
Uzhchora. Povoado
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Aqui é mostrado o povoado de Uzhchora (atualmente, Ust-Chorna), abrangendo as laterais de um vale nas montanhas e envolto em ...
Saldobosh'. Cabana
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Esta imagem é do povoado de Saldobosh (atualmente, Steblivka) na região de Khust do Oblast da Transcarpátia no centro sul ...
Iska. Povoado
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Aqui é mostrada uma cena pastoral dos campos cultivados e das montanhas ao redor do povoado de Iska (atualmente, Izky ...
Yasinya
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Esta imagem mostra parte do povoado de Yasinya, que se estende dos bancos do Rio Tisza cercada por campos e ...
Mulheres hutsuls
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Esta imagem mostra um grupo de mulheres hutsuls com uma criança. Os hutsuls são um grupo étnico e cultural que ...
Homens hutsuls
Esta imagem faz parte de um álbum, provavelmente publicado por volta de 1920, que contém 20 fotografias de cenas em Rutênia dos Cárpatos, uma região montanhosa, em que grande parte pertencia à Áustria-Hungria antes da Primeira Guerra Mundial, mas que se tornou parte do novo estado da Tchecoslováquia em 1919. Atualmente, a maior parte dela forma o Oblast da Transcarpátia na Ucrânia ocidental, com partes menores na Eslováquia e Polônia. Esta imagem mostra um grupo de homens hutsuls. Os Hutsuls são um grupo étnico e cultural que falam um dialeto ...
Manhattan no Rio Norte
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa de 1639 em bico de ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa das Pequenas Antilhas
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
As ilhas e o continente das Índias Ocidentais
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa da baía de Santiago
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Havana na ilha de Cuba
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa da costa atlântica da América do Norte desde a Baía de Chesapeake até a Flórida
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa da Costa do Golfo da Flórida até o México
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa de Novos Países Baixos, Virgínia e Nova Inglaterra
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
O Rio Norte na região dos Novos Países Baixos
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa do Rio Sul, em Novos Países Baixos
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa em bico de pena e ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa da Península da Flórida
Joan Vinckeboons (1617-1670) foi um cartógrafo e gravador holandês nascido em uma família de artistas de origem flamenga. Ele foi empregado pela Companhia Holandesa das Índias Ocidentais e por mais de 30 anos produziu mapas para utilização pela marinha mercantil e militar holandesa. Ele foi parceiro de negócios de Joan Blaeu, um dos mais importantes editores de mapas e atlas até então. Vinckeboons desenhou uma série de 200 mapas manuscritos que foram usados na produção de atlas, incluindo o Atlas Maior de Blaeu. Este mapa de cerca de 1639 da ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mapa da cidade e baía de Cartagena de las Indias
Este mapa em bico de pena e colorido a mão foi desenhado por Antonio de Ulloa (1716-1795) em 1735, com base em um mapa anterior desenhado por Juan de Herrera por volta de 1721. Ele mostra em detalhes a baía de Cartagena de Indias e a área costeira adjacente da atual cidade de Cartagena, Colômbia. Na época, o território fazia parte do Vice-reinado de Nova Granada no Império Espanhol. O mapa é orientado por uma roda dos ventos, com o norte apontando para a esquerda. A longitude foi definida em ...
Vista superior do Castillo del Morro situado na foz da Baía de Havana
Este mapa manuscrito do século XVIII mostra o projeto do Castelo do Morro, localizado na entrada da Baía de Havana, Cuba. A fortaleza foi construída pelos espanhóis, iniciando em 1585. O engenheiro militar italiano Battista Antonelli (1547–1616) foi contratado para projetar as fortificações. Originalmente, a estrutura foi concebida como um pequeno forte cercado por vala seca, mas foi expandida e reconstruída em várias ocasiões e se tornou a principal fortaleza de maior importância estratégica para a ilha. O mapa está orientado com o norte para a esquerda e inclinado ...
Um mapa hidrográfico e corográfico das Ilhas Filipinas
Este magnífico mapa do arquipélago filipino, desenhado pelo padre jesuíta Pedro Murillo Velarde (1696–1753) e publicado em Manila, em 1734, foi o primeiro e mais importante mapa científico das Filipinas. Na época, as Filipinas eram uma parte vital do Império Espanhol e o mapa mostra as rotas marítimas de Manila à Espanha e à Nova Espanha (México e outros territórios espanhóis no Novo Mundo), com legendas. Na margem superior se encontra uma grande cártula com o título do mapa, coroada pelo brasão real espanhol ladeado em cada lado por ...
Atlas geral de todas as ilhas do mundo
O Islario general de todas las islas del mundo (Atlas geral de todas as ilhas do mundo) é o maior trabalho feito pelo cosmógrafo de Sevilha, Alonso de Santa Cruz (1505–1567). O atlas foi iniciado durante o reinado do Sacro Imperador Romano e do Rei da Espanha Carlos V e concluído no reinado de seu filho, o Rei Filipe II, a quem ele foi dedicado. Ele consiste em 111 mapas que representam todas as ilhas e penínsulas do mundo e que mostram todas as descobertas feitas por exploradores europeus ...
Atlas de Joan Martines
Este atlas manuscrito de Joan Martines, cosmógrafo do rei Filipe II da Espanha, com data de 1587, representa a combinação de duas escolas cartográficas que existiam no momento de sua criação. A mais antiga era a tradicional escola de Maiorca, que era especializada em mapas portolanos decorativos que, nessa época, eram obsoletos com relação às informações geográficas que transmitiam. A mais recente era a escola cartográfica dos Países Baixos, que aplicavam princípios da Renascença e usavam formas diferentes de representação cartográfica com base nos novos conceitos em astronomia, matemática e ...
Região Entre o Rio Amazonas e São Paulo
Este mapa em aquarela e bico-de-pena mostra o curso do Rio Amazonas, incluindo seus afluentes menores e as cidades localizadas ao longo de suas margens. Embora grande parte da área ao longo do Amazonas fosse controlada por povos indígenas durante os primeiros anos do período colonial, os colonizadores fundaram cidades ao longo das margens do rio, a fim de apoiarem o comércio e a exploração do interior do Brasil. A maior destas cidades era Belém, que aparece no mapa.
Java e Austrália
Este mapa manuscrito de Java e do extremo norte da Austrália, é cópia de um trabalho anterior feito pelo cartógrafo malaio-português Emanuel Godinho de Eredia (1563-1623). No século XVI, Portugal enviou várias expedições para explorar as ilhas ao sul da Malásia; é possível que eles tenham obtido algum conhecimento sobre a geografia da Austrália como resultado destas missões. Alguns estudiosos especularam que os malaios tinham conhecimento da Austrália, que Eredia absorveu de alguma forma. O primeiro avistamento europeu documentado da Austrália, foi o do navegador holandês Willem Janszoon, em 1606.
Fortaleza de Brum em Pernambuco
Este planta baixa do século XIX, feita por um capitão da inspeção de fortalezas do Exército Brasileiro, mostra a fortaleza de Brum, que foi construída pelos holandeses e portugueses no século XVII.
Mapa do Império Brasileiro
Este mapa detalhado do Brasil Imperial foi desenhado por Conrado Jacob Niemeyer (1788-1862) baseado em um mapa anterior de Duarte da Ponte Ribeiro, o Barão de Ponte Ribeiro (1795-1878). Após iniciar sua carreira como médico, Ponte Ribeiro tornou-se um importante diplomata durante os primeiros anos da Independência do Brasil, representando seu país em Portugal, México, Peru, Bolívia e Argentina. Niemeyer foi um engenheiro que ficou mais conhecido pela construção, às próprias custas, de uma das principais estradas que ligam os diversos bairros do Rio de Janeiro; esta estrada hoje leva ...
Uma descrição moderna da Irlanda, uma das Ilhas Britânicas
Abraham Ortelius (1527-1598) foi um ilustrador e empresário flamenco que viajou muito, em busca de seus interesses comerciais. Em 1560, durante uma viagem com Gerardus Mercator, interessou-se pela geografia científica. A principal obra de Ortelius, Theatrum orbis terrarum (Teatro do mundo), foi publicada em Antuérpia em 1570, no limiar da era dourada da cartografia holandesa . Theatrum apresentava o mundo em seus elementos constitutivos e refletia uma época de exploração, ampliando relações comerciais e a pesquisa científica. Hoje considerado o primeiro atlas mundial, o Theatrum original foi aprimorado com atualizações frequentes ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Fortaleza de Dio: Planos de Praças e Fortes de Territórios Portugueses na Ásia e na África
Estes desenhos mostram a fortalez de Diu, localizada numa ilha ao largo da costa noroeste da Índia. Em 1509, os Portugueses derrotaram as forças do Sultão de Gujarat na Batalha de Diu, garantindo assim uma posição dominante nas rotas comerciais do Oceano Índico. Construção deste complexo composto por guarnição-fortaleza começou em 1535, sob um acordo com o sultão, mas o acordo não prosperou e as tropas do sultão atacaram o forte em 1537. A fortaleza foi reconstruída em 1545 por João de Castro (1500-48), um comandante naval Português e o ...