38 resultados em português
Casa Kuklin (década de 1790; após 1817), Mansão do Governador, Estúdio de Nicolas II, que Aqui Residiu com sua Família, de Agosto de 1917 a meados de Abril de 1918, Tobol'sk, Rússia
Esta fotografia do estúdio de Nicolas II, na Mansão do Governador Geral em Tobol'sk, foi tirada em 1999 pelo Dr. William Brumfield, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Tobol'sk foi fundada em 1587, pelo líder cossaco Daniel Chulkov, perto da confluência dos rios Tobol' e Irtysh. Posteriormente, Tobol'sk tornou-se o principal centro administrativo da Sibéria, até meados do século XIX. Um fator em seu declínio foi a determinação da rota da estrada de ferro Trans-Siberiana ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Sala de Estar Privada, I, Kasr-el-Said, Tunísia
Esta imagem fotocromática faz parte de "Imagens das Pessoas e Locais da Tunísia" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. Mostra uma sala de estar privada no Palácio Kassar-Said, em Túnis. O Mediterrâneo: Manual para Viajantes (1911), de Baedeker, descreve o palácio como um "château do bey" que não permitia a entrada de turistas. "Aqui, em 1881, foi celebrado o Tratado do Bardo, que acabou com a independência da Tunísia". A Tunísia ficou sob o controle do Império Otomano em 1574. Bey era, originalmente, o tírulo do governador provincial. A ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Quarto do Último Bey de Túnis, Kasr-el-Said, Tunísia
Esta imagem fotocromática, de cerca de 1899, faz parte de "Imagens da Arquitetura e do Povo da Tunísia" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. Mostra o quarto do bey de Túnis, no Palácio Kassar-Said, em Túnis. O Mediterrâneo: Manual para Viajantes (1911), de Baedeker, descreve o palácio como um "château do bey" que não permitia a entrada de turistas. Muhammad III as-Sadiq (1813-82) governou a Tunísia de setembro de 1859 até sua morte, em outubro de 1882. Ele foi sucedido por Ali Muddat ibn al-Husayn (1817-1902), que governou de ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Bardo, Câmara do Tribunal, Túnis, Tunísia
Esta imagem fotocromática da câmara do tribunal do Palácio Bardo, em Túnis, faz parte de "Imagens da Arquitetura e do Povo da Tunísia" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. O Mediterrâneo: Manual para Viajantes (1911), de Baedeker, informava aos seus leitores que o Bardo, localizado na fértil planície a oeste de Túnis, era um palácio do século XIII que havia sido "a antiga residência de inverno dos beys ." Houve um tempo em que "formava uma pequena cidade por si mesmo" e abrigava "uma tesouraria, uma mesquita, casa de banhos ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Vitebsk. Iconostases na Catedral da Assunção
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Casa Igoshev, do Vilarejo de Gribany (meados do século XIX), Interior, Sala Principal, Khokhlovka, Rússia.
Esta vista interior de uma casa feita de troncos de madeira (izba), na fazenda V.I.Igoshev, no vilarejo de Gribany (Distrito de Uinskoe, na região de Perm'), foi tirada em 1999 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Situada às margens do Rio Teles (um sub-afluente sul do Rio Kama), Gribany era demasiadamente pequeno para ter uma igreja, mas as terras férteis do rio garantiam uma existência razoavelmente segura aos camponeses em meados do ...
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Seção de Pesagem. Fábrica de Chá Chakva
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Esqueleto de um Grande Veado, no Museu da Cidade de Ekaterinburg
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Loja de Modelagem na Fábrica de Kasli
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Modelagem de um Elenco Artístico. Obras de Ferro de Kasli
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Por dentro do Conservatório. Ameixas Amarelas. Blizhniaia Dacha, Kyshtym
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Tumba de Boyar Mikhail Nikitich Romanov na Igreja de Inverno, na Vila de Nyrob. Igreja de São Nicolau, o Milagroso
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Fornos de Secagem para Chá. Fábrica de Chá em Chakva
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Câmara de vapor para Tratamento de Bambu. Chakva
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Departamento de Embalagem. Borzhom
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Mesquita em Valdikavkaz
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
No Museu de Borodino. Borodino
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Púlpito na Catedral Nikolaevsky, que remonta ao tempo em que era uma Igreja Católica Romana Polonesa. Polotsk
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Exemplo de mosaicos nas paredes na residência de um Sart rico. Na periferia de Samarkand
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
No palácio de campo do Emir de Bukhara. Bukhara
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Detalhe dentro da tumba de Baian-Kuli-Khan. Bukhara
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Afresco em uma coluna na Igreja de São João Crisóstomo. Yaroslavl
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Galeria na Igreja da Ressurreição de Cristo. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Galeria na Igreja da Ressurreição de Cristo. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Porta na Igreja de João, o Teólogo. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Dentro da Igreja de Nosso Salvador, no vestíbulo. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Porta de entrada direito para o altar, na Igreja de Nosso Salvador, no vestíbulo. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Algumas das pinturas de parede na Igreja de Nosso Salvador, no vestíbulo. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Dentro do museo Belaia Palata (Palácio Branco). Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Museu. Sala de Iona. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Museu. Sala de Iona. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Iconostases na Catedral do Conde Sheremetev. Próximo de Rostov, a Grande. Mosteiro de Nosso Salvador-Iakovlevsky
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Portas de entrada para a Igreja da Transfiguração de Nosso Salvador no mosteiro de Nosso Salvador-Iakovlevsky. Rostov, a Grande
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Decorações na Catedral da Assunção no mosteiro Goritsky. Próximo de Pereiaslavl-Zalessky
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Túmulo de São Dalmat na Catedral da Assunção. Dalmatov
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Iconóstase da Catedral da Trindade na cidade de Ialutorovsk
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Túmulo de Filoteu da região metropolitana, na catedral do Mosteiro da Trindade em Tiumen
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso
Setor de máquinas. Rio Oka
No começo do século XX, o fotógrafo russo Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944), usou um processo especial de fotografia colorida para criar um registro visual do Império Russo. Algumas fotografias de Prokudin-Gorskii datam de 1905, mas a maior parte de seu trabalho é do período entre 1909 e 1915 quando, com o apoio do Czar Nicolau II e do Ministério dos Transportes, ele empreendeu extensas viagens por muitas partes diferentes do império.
Fornecido por Biblioteca do Congresso