Descrição

  • Esta impressão fotocrômica do monumento de Catarina II, em São Petersburgo, é parte de "Vistas da Arquitetura e de Outros Locais, Principalmente na Polônia, Rússia e Ucrânia", do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). A Imperatriz Catarina II, também conhecida como Catarina, a Grande, governou a Rússia de 1762 a 1796. Ela era muito admirada, particularmente pela nobreza russa, que se beneficiou das reformas que ela instituiu. O monumento, erguido em 1873, fica em uma praça logo após a rua principal de São Petersburgo, a Nevsky Prospekt. Foi projetado por Mikhail Osipovich Mikeshin (1835-1896) e Alexander Mikhailovich Opekushin (1838-1923). Conforme descrito em Rússia com Teerã, Port Arthur e Pequim (1914), de Baedeker, "uma base de granito avermelhado sustenta um pedestal em forma de sino, que serve de apoio à uma figura da Imperatriz, de 4 metros de altura, vestida com um manto de arminho e segurando o cetro imperial na mão direita e a grinalda na mão esquerda. Ao redor do pedestal estão nove figuras de bronze colossais, de célebres contemporâneos da Imperatriz". Estes "célebres contemporâneos" incluem o General Alexander Suvorov, o político Príncipe Potiomkin, Ekaterina Dashkova, a primeira mulher a presidir a Academia Russa de Ciências, e o célebre poeta Gavrila Derzhavin.

Data do Assunto

Informação da Publicação

  • Detroit Publishing Company, Detroit, Michigan

Idioma

Título no Idioma Original

  • Monument of Catherine II, St. Petersburg, Russia

Lugar

Período

Tópico

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

  • 1 impressão fotomecânica : fotocromo, cor

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.

Coleção

Instituição