Codex Colombino

Descrição

Este documento foi criado para registrar as festas mililtares e políticas do século XII, do senhor Mixtec Einght-Deer [Oito-Cervos] (também conhecido como Tiger Claw [Garra de Tigre]), bem como as de outro governante, Four Wind [Quatro Ventos], junto com as cerimônias religiosas que marcavam estas proezas. O códice, que acredita-se ter sido criado no século XII, foi adquirido pelo Museu Nacional por volta de 1891 e foi reproduzido em 1892. A vida de Oito-Cervos, retratado em todos os códices mixtec pré-hispânicos dos quais se conhecem a existência, incluia suas conquistas de dois importantes domínios mixtec: Tilantongo e Tututepec. Através desta e de outras conquistas, e das alianças matrimoniais que ele promoveu, Oito-Cervos alcançou a unificação política entre os vários domínios mixtec do período pós-clássico. O eminente historiador e arqueólogo mexicano Alfonso Caso (1896-1970), um pioneiro no estudo das culturas pré-hispânicas nas cercanias de Oaxaca, demonstrou que este códice e o Códice Becker I (no Museu für Völkerkunde em Viena, na Áustria), são fragmentos de um único códice. A montagem de Caso pode ser vista na edição dos códices, de Miguel León-Portilla, de 1996, na qual os fragmentos foram reunidos pela primeira vez e receberam o nome, em homenagem ao grande mestre, de Codex Alfonso Caso.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

Códice Colombino

Tipo de Item

Descrição Física

Couro de veado curtido, dobrado em forma de tela, pintado em um lado. 24 seções divididas em quatro fragmentos (páginas 1-15, 17-19, 20-24 e 16). Estão faltando páginas do ínicio, do fim e algumas intermediárias.
Aproximadamente 18,5 X 605,5 centímetros.

Observações

  • Este códice tem um tema histórico, retratado de forma linear, embora os episódios não sejam facilmente compreendidos em virtude de seu complexo simbolismo. A orientação de leitura do códice é organizada através de faixas horizontais, que ziguezagueam da parte de baixo para a parte superior do códice. Começa na parte inferior esquerda e dirige-se para a direita. Quando a faixa atinge o lado direito da tela, é então lida da direita para a esquerda, e continua neste padrão até chegar à parte superior. Uma vez alcançado o topo, a escrita desce para a próxima página de forma similar. As figuras representadas no códice carecem de perspectiva, uma característica da ilustração pré-hispânica; os objetos apresentam um contorno em preto e as cores da pintura são ricas e variadas, embora estejam um tanto deterioradas.
  • A pintura contém anotações em Mixtec, escritas em caracteres latinos, provavelmente acrescentadas em 1541, ano indicado nas mesmas. Estas anotações fazem referência à população limitrofe de Mixtec, em Oaxaca, sem nenhuma relação direta com o o conteúdo do códice. Este códice foi usado em 1717, em um processo judicial de disputa territorial entre as cidades de Tututepec e Sola. Ainda existem documentos a respeito deste processo judicial, bem como uma descrição do códice, nos Arquivos Gerais Nacionais.

Última Atualização: 29 de setembro de 2014