Descrição

  • Este manuscrito grego em pergaminho datado dos séculos XII ao XIII é um dos códices mais valiosos da Biblioteca Nacional da Espanha, apreciado pela riqueza de sua iluminura. A obra, de Ioannes Scylitza (prosperou em 1081), conta a história dos imperadores bizantinos de 811 a 1057, abrangendo eventos desde a proclamação de Miguel I Rangabe em 811 ao reinado de Miguel VI em 1056–1057. O manuscrito contém 577 miniaturas de diferentes artistas. A maior parte das cenas é acompanhada por uma legenda que explica seu significado. As miniaturas ilustram as passagens do texto e incluem imagens de fortalezas, cenas de guerra, cenas da vida na corte, ilustrações de castigos físicos e outras cenas mais refinadas e delicadas de natureza religiosa, como batismos e a ordenação de patriarcas. As primeiras iluminuras, em tons claros, se distinguem por sua simplicidade e pelo realismo das figuras. Elas são seguidas por cenas complexas desenhadas com traços grosseiros, algumas vezes com características grotescas do naturalismo, seguidas por composições maiores com design vigoroso e animado, com trajes simples, corpos bem modelados e realismos nos tipos populares. O manuscrito foi provavelmente escrito em Palermo, na Sicília. Ela pertenceu ao monastério de San Salvador de Faro de Messina até o final do século XVI, quando foi dado à catedral de Messina. Em 1690, tornou-se de propriedade dos duques de Uceda, até que Filipe V confiscou a rica biblioteca ducal, após o que passou à custódia da Biblioteca Nacional de Madri.

Autor

Informação da Publicação

  • Palermo, Itália

Idioma

Título no Idioma Original

  • Historia bizantina

Lugar

Período

Tópico

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

  • 234 fólios: pergaminho

Instituição